Complicações da pedra na vesícula

Complicações da pedra na vesícula

Para tratar a pedra na vesícula em muitos casos é necessária realização de um procedimento cirúrgico. Um sintoma clássico indicativo de problema na vesícula…

Por Editorial MDT em 23/05/2013

Para tratar a pedra na vesícula em muitos casos é necessária realização de um procedimento cirúrgico. Um sintoma clássico indicativo de problema na vesícula é a forte dor no estômago. Quando a dor se torna ainda mais aguda, é sentida também nas costas. Saiba mais sobre o assunto e veja as complicações da pedra na vesícula.

A pedra na vesícula pode causar muita dor. (Foto: divulgação)

Pedra na vesícula

A vesícula biliar é um saco pequeno, muscular em formato de pêra, fica localizada logo abaixo do fígado. Pode suportar cerca de 50 ml de bile, material produzido pelo fígado. A bile é formada por água, sais biliares, ácidos, colesterol e fosfolipídios. Sua principal função é ajudar a dissolver a gordura em pedaços menores, sendo esse o primeiro passo da digestão da gordura.

Os cálculos biliares ou pedras são massas endurecidas formadas principalmente de colesterol, sangue, cálcio, bile e outras substâncias. As pedras se formam na vesícula ou no ducto biliar, que leva ao intestino delgado.

Quando a bile possui uma quantidade excessiva de colesterol. Essa substância em excesso se separa da solução e forma massas semelhantes a pedras. Como o corpo produz colesterol, a formação dessas pedras nem sempre pode ser evitada somente com o controle do consumo de colesterol na dieta.

A ultrassom pode identificar o problema. (Foto: divulgação)

Veja também pedras na vesícula, o que fazer

Sintomas e complicações das pedras na vesícula

  • Intolerância a alimentos gordurosos (como ovos, frituras, carne gorda). Isso porque ao chegar ao duodeno a gordura estimula a contração da vesícula, o que provoca mal-estar, dor no lado direito do abdome, dor de cabeça e distensão abdominal. O enjoo é outro sintoma muito frequente e algumas pessoas chegam a vomitar;
  • A dor súbita, forte e localizada no abdome é uma das principais complicações desse problema;
  • A colicistite aguda pode acontecer quando a pedra fica impactada, bloqueando a saída da vesícula, provocando uma inflamação. O órgão aumenta de tamanho e fica muito dolorido. A distensão provoca dor intensa e sensação de pressão do lado direito do abdômen e está frequentemente associada a um quadro infeccioso.

Diagnóstico e tratamento de pedra na vesícula

A melhor e mais segura forma de fazer o diagnóstico é realizando um ultrassom do abdômen para avaliar se existem pedras, suas localizações e se existe um processo inflamatório. O exame mostra também se há comprometimento das vias biliares por pequenas pedras.

O tratamento é cirúrgico, a não ser que o indivíduo apresente contraindicações ao procedimento. Tudo depende dos riscos e benefícios que a cirurgia de retirada da vesícula ira oferecer. Se houver fatores indicativos de maior gravidade, é necessário fazer o tratamento clínico com antibióticos e jejum.

O médico deve ser consultado caso surjam os sintomas. (Foto: divulgação)

Veja também tratamento para pedra na vesícula 

A pedra na vesícula é um problema que acomete muitas pessoas de todas as idades. Ela pode ser provocada por vários fatores e gerar algumas complicações muito graves. É preciso ficar atento para os sinais e sintomas e procurar o médico para avaliar o caso e dar início ao tratamento.

Top