Como proteger a saúde das mudanças de temperatura

As mudanças de temperaturas são muito comuns durante todo o mês, especialmente quando estamos próximos à mudança de estação. Como resultado, o corpo sente o…

As mudanças de temperaturas são muito comuns durante todo o mês, especialmente quando estamos próximos à mudança de estação. Como resultado, o corpo sente o desconforto dessa alteração climática, manifestando alguns sinais, como por exemplo, processos alérgicos, resfriados entre outros. Além disso, essa instabilidade no clima colabora com a baixa imunidade, trazendo outros prejuízos à saúde do indivíduo. Saiba como proteger a saúde das mudanças de temperaturas.

Conheça algumas dicas de como se proteger da gripe.

Beber bastante líquido, ajuda na prevenção de doenças diante de mudanças climáticas. (Foto: divulgação)

A importância de beber água

Uma boa hidratação, associado a ingestão de frutas, legumes e verduras, colabora com a manutenção do sistema imunológico (de defesa), em especial, quando o clima estiver seco. Por isso, sempre que possível, ingira líquidos, independente da sua sede.

Alimentação saudável

A alimentação balanceada colabora em manter uma vida saudável, assim como protege o organismo de futuras patologias diante de mudanças bruscas de temperaturas. O ideal é priorizar a ingestão de alimentos que aceleram o metabolismo, além de alimentos ricos em calorias, em especial, durante as temperaturas mais quentes do ano.

Saiba como proteger a saúde das mudanças de temperaturas. (Foto: divulgação)

Evitar a aglomeração de pessoas também é importante

Há tempos, sabe-se que as aglomerações de pessoas favorecem a transmissão de doenças pelo ar e pelo contato. Diante da queda da temperatura, o corpo fica mais frágil e suscetível a doenças, por isso é importante evitar lugares fechados e que tenham um número grande de pessoas.

Leia Também:  Ameixa seca no lugar do doce emagrece

A casa deve ser sempre ventilada

Alguns indivíduos, para manter o calor da casa e evitar a entrada de luz solar no ambiente, acabam deixando suas residências fechadas. Um grande erro! Isso porque, ao impedir a circulação de ar, o indivíduo favorece a proliferação ou a permanência de vírus, fungos e bactérias no ambiente domiciliar. Por isso, sempre que possível, é importante deixar a casa ventilada, colaborando com a prevenção de doenças infecciosas, em especial, daquelas transmitidas pelo ar.

Evitar o choque térmico é essencial!

Segundo especialistas, as mudanças bruscas de temperaturas são muito agressivas para os indivíduos, em especial entre os que apresentam vias respiratórias mais sensíveis. Dessa forma, é comum haver piora da rinite, da tosse ou da falta de ar quando isso acontece. Assim, para evitar o problema, o individuo deve evitar sair de um lugar com temperatura quente para outro com temperatura mais baixa, sem proteger o nariz e a boca de forma adequada.

Manter uma alimentação saudável auxilia na manutenção de uma vida livre de doenças. (Foto: divulgação)

As mudanças bruscas de temperaturas podem manifestar alguns problemas aos indivíduos, sendo um fator desencadeante para doenças infecciosas. Após conhecer algumas formas de proteger a saúde das mudanças climáticas, é ideal adotá-las, de modo a evitar consequências futuras.

Aprenda a se proteger da intoxicação alimentar.

Top