Como escolher taças para vinhos

PUBLICIDADE
Para apreciar o sabor e o aroma do vinho, é necessário contar com uma boa taça.

A escolha de uma taça de vinho apropriada é fundamental para saborear melhor a bebida e apreciar o seu aroma. Quando a peça foge do padrão recomendado pelos especialistas, a degustação de um vinho tinto, branco ou rosé fica comprometida.

Quem ainda está conhecendo o universo dos vinhos costuma ter dificuldade para identificar as principais diferenças entre as taças. As peças usadas para servir a bebida variam quanto ao formato, material e tamanho, sendo que o design de cada uma é pensado para tornar a apreciação do vinho melhor, valorizando o sabor da safra.

Independente se o vinho é importado ou nacional, a taça apropriada consegue tornar a experiência de provar a bebida inesquecível. Os especialistas no assunto afirmam que o grande segredo está no formato do recipiente, capaz de conduzir o vinho até a boca sem interferir no paladar do indivíduo.

PUBLICIDADE
Taça Borgonha, ideal para tintos.

A variedade de taças encontrada no mercado é bem expressiva, como revela o catálogo da Riedel. A empresa austríaca possui aproximadamente 400 modelos de taças de luxo, sendo que cada uma possui um formato diferente para atender as necessidades de cada espécie de uva. No entanto, nem mesmo os sommeliers conhecem todas as versões das taças para servir vinhos.

O apreciador de vinhos que possui a sua adega em casa pode possuir as taças básicas, sendo elas de vidro ou cristal. O material deve ainda ser totalmente transparente para que a cor da bebida seja apreciada no decorrer da degustação. É importante observar as tonalidades porque elas sinalizam o tipo de uva e a idade do produto.

Caso permaneça a dúvida sobre qual taça de vinho escolher, vale a pena apostar no modelo chamado de ISO (International Standards Organization), que serve para apreciar todos os tipos de vinho.

Escolhendo a taça ideal para cada de vinho

Como cada tipo de vinho pede uma taça, então confira as peças que não podem faltar na sua adega para servir e apreciar a bebida de verdade.

PUBLICIDADE

Vinho tinto

A taça precisa ser grande para que o vinho possa ‘respirar’ e, devido esta necessidade de espaço, o preenchimento do recipiente com a bebida não pode ser por completo. No caso dos vinhos mais concentrados, recomenda-se o modelo de taça Borgonha, caracterizado pelo formato de balão e por aumentar o contato com o ar. No caso de vinho tinto encorpado, a taça mais apropriada é a Bordeaux, que possui bojo grande, porém menor que a Borgonha.

Vinho Branco

Para apreciar um belo vinho branco, é recomendado adotar um tipo de taça com o corpo menor do que a taça desenvolvida para tintos e aba estreita. O recipiente tem tamanho e formato estratégico para preservar a baixa temperatura e não afetar o sabor da bebida.

Vinho rosé

PUBLICIDADE

Para sentir o verdadeiro sabor do vinho rosado, a taça apropriada tem um tamanho menor do que aquela na qual o vinho branco é servido. Porém, o bojo é maior porque o rosé possui algumas propriedades semelhantes ao tinto.

O vinho rosado também necessita de uma taça apropriada.

Leia também:

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.