Cenas de estupro de Game of Thrones incomoda publico

Cenas de estupro de Game of Thrones incomoda publico

Mais uma polêmica assola o mercado de seriados, agora, cenas de estupro de Game of Thrones incomoda publico que chega a reclamar da força…

Por Élida Santos em 13/05/2014

Mais uma polêmica assola o mercado de seriados, agora, cenas de estupro de Game of Thrones incomoda publico que chega a reclamar da força das imagens em redes sociais. Em episódios anteriores, o seriado mostrou a consumação do casamento de um guerreiro com a noiva. Tudo seria muito normal se a noiva não fosse uma criança. Porém, o mais chocante estaria por vir: jovem com sofreu violência sexual meia centena de homens aos gritos, mas a cena passou atrás de um curtume.

Seriado mostra cenas fortes e recebe criticas na internet (Foto: Divulgação)

Leia mais informações: Terceira Temporada De Game Of Thrones: Saiba Mais

Cenas de estupro de Game of Thrones incomoda publico

As cenas de estupro de Game of Thrones que incomodou o publico foi ao ar na exibição do último capítulo da trama, onde mostrou mulheres prisioneiras sendo abusadas sexualmente. Além disse cena marcante, também foi visto o estupro da aristocrata Cersei Lannister por seu irmão, Jaime. O episódio de Game of Thrones revoltou alguns espectadores que falaram muito mal das cenas na internet.

‘Ter a violência sexual tratada com tanto descaso, é difícil ver algo assim. É perturbador demais assistir, e não acho que eu vá aguentar muito tempo mais’, escreveu em uma rede social Mariah Huehner, que é escritora e editora de quadrinhos.

Autor defende temática de sua obra (Foto: Divulgação)

Saiba mais sobre: 3º Temporada De Game Of Thrones: Saiba Mais

Autor de Game of Thrones defende trama

O autor de Game of Thrones, George R.R. Martin, acabou defendendo a temática de sua obra e explicando que o modo como a violência sexual foi tratada nos capítulos: ‘O estupro e a violência sexual foram parte de todas as guerras já travadas, dos sumérios da antiguidade aos nossos dias. Omiti-los de uma narrativa centrada na guerra e poder teria sido fundamentalmente falso e desonesto e teria solapado um dos temas dos livros: o de que os verdadeiros horrores da história humana não foram cometidos por orcs ou senhores das trevas, mas por nós mesmos’, explicou.

Top