É possível ter cartão de crédito mesmo com score baixo?

Wagner Santos 07/10/2021 Notícias

É possível ter cartão de crédito mesmo com score baixo? Muitas instituições consideram o histórico do consumidor na hora da concessão, mas o mercado já oferece alternativas para quem está com a pontuação reduzida.

Quem está com o score baixo pode enfrentar dificuldades para ter acesso ao crédito. Muitas empresas e instituições financeiras consideram a pontuação na hora de avaliar a concessão de cartões, empréstimos e financiamentos. No entanto, o mercado já vem disponibilizando alternativas para aqueles que se encontram nessa situação.

O score é um sistema de pontuação com base no histórico de pagamentos do consumidor. Ele funciona como uma espécie de termômetro que mede a probabilidade de a pessoa atrasar as contas ou deixar de pagá-las, de acordo com o comportamento em relação aos débitos anteriores.

A assessoria da Superintendência de Proteção aos Direitos do Consumidor (Procon-Goiás) explica que, para a definição dessa pontuação, são considerados fatores como o atraso de pagamentos; a inclusão do nome do consumidor na lista de negativados e o tempo de permanência; e o histórico de dívidas negativadas e daquelas que foram pagas em atraso por meio de descontos.

Na prática, a pontuação varia de zero a mil. Quanto mais alta, mais chances de fazer os pagamentos em dia. Quanto mais baixa, maior é o risco de inadimplência. Um score entre 701 e mil é considerado alto e, por isso, confere mais oportunidades de uma resposta positiva das empresas e de instituições financeiras no acesso ao crédito.

Se a pontuação varia entre 301 e 700, significa que o risco de inadimplência é médio. Logo, o consumidor tem chances moderadas de acesso ao crédito. O score é considerado baixo quando oscila entre zero e 300. Nesses casos, a restrição é maior.

Score necessário para ter cartão de crédito

Quanto mais alto for o score, maior será a facilidade do consumidor na hora de contratação de crédito. No entanto, a definição sobre qual é a pontuação necessária para o acesso a um determinado serviço varia de acordo com os critérios de cada empresa ou instituição financeira.

Embora sejam mais restritas, há opções no mercado de cartões de crédito para pessoas com score baixo. Nesse caso, os emissores não consideram o histórico de pagamento dos consumidores, mas avaliam outros quesitos como renda, se o nome está limpo, se há pendência com a Receita Federal e se já é cliente da instituição.

Há, ainda, o cartão de crédito para negativado com limite. A modalidade possui as opções pré-pago, consignado e os cartões oferecidos por empresas para desconto e parcelamento na compra de produtos.

Como aumentar a pontuação do score

De acordo com o Procon Goiás, manter uma boa relação com o mercado, pagando as contas em dia, é a melhor maneira de garantir um score alto e a facilidade de acesso ao crédito.

Para quem está negativado no momento, a orientação é buscar solucionar o problema. Pela internet é possível fazer a renegociação com empresas de diversos segmentos. Há, inclusive, vantagens em negociar dívida on-line, como evitar o constrangimento do contato presencial, ter segurança da transação e garantir condições diferenciadas para o pagamento.

Após quitar as dívidas, é importante tomar alguns cuidados para evitar que as dificuldades desse momento se repitam. Cartilhas desenvolvidas pelos órgãos de Defesa do Consumidor e alguns sites sobre educação financeira auxiliam os consumidores nessa jornada.

Outros artigos

Fatec Sorocaba, Cursos, Endereço

24/01/2011

Fatec Sorocaba, Cursos, Endereço

A FATEC (Faculdade de Tecnologia do Estado de São Paulo) está presente em todo o estado paulista. São oferecidos cursos de nível superior com ênfase em tecnolog...