Câncer de Mama: Uma Dura Realidade

Infelizmente o câncer de mama é um dos maiores causadores de mortalidade no público feminino. O câncer ocorre quando as células do organismo passam…

Infelizmente o câncer de mama é um dos maiores causadores de mortalidade no público feminino. O câncer ocorre quando as células do organismo passam a se dividir e reproduzir com bastante freqüência e de maneira desordenada. O mais conhecido tipo de câncer é o Carcinoma Ductal, onde o próprio não passa das primeiras camadas da própria célula dos ductos, ou quando o “invasor” invade os tecidos em volta. Há também outros tipos de câncer de mama tais como o Carcinoma Inflamatório e Carcinoma Lobular.

Os fatores de risco para o câncer de mama:

O câncer de mama não é muito diferente dos outros cânceres quando se trata risco. Alguns desses fatores são modificáveis, podendo ocorrer uma alteração de exposição que uma pessoa tem em um determinado fator.  Ou seja, diminuindo a sua chance de desenvolver este câncer.

Os fatores mais conhecidos de risco e prevenção são: Idade, o câncer de mama é mais comum em mulheres acima de 50 anos. Exposição em excesso de hormônios, anticoncepcional oral tomado por muitos anos pode aumentar o risco, terapia de reposição hormonal e medicação que facilita o bloqueio da ação do estrogênio. Radiação, muito comum em tratamentos de doenças na região do tórax. Álcool, ingerir bebida alcoólica em excesso e obesidade.

Exercício físico, normalmente diminui a quantidade de hormônio assim como o risco de ter câncer de mama. Histórico ginecológico, não ter filhos ou engravidar pela primeira vez é um dos fatores de risco para se ter um câncer de mama, menstruar muito cedo ou parar de menstruar muito tarde expões a mulher mais tempo aos hormônios femininos. Histórico familiar, apesar de ser muito raro, homens também pode ter câncer de mama, mulheres que tem parentes de primeiro grau que tiveram câncer correm o risco de desenvolver a doença.

Continuar Lendo  Saibas quais os Benefícios da Beterraba

Como fazer o diagnóstico?

A mamografia é um exame que diagnostica com bastante precisão o câncer quando a mulher faz sem mesmo ter o sintoma da doença. Em alguns casos quando a própria mama é densa, o médico tem o costume de pedir uma ecografia. Se por ventura a mamografia detectar uma lesão suspeita, o médico pedirá uma biopsia. Tendo o material retirado é feito um exame que definará se a lesão é ou não um câncer.

Tratamento para o câncer de mama:

O tratamento mais adequado para combater o câncer de mama varia de caso para caso. O médico antes de tomar a decisão analisa todos os resultados dos exames solicitados e chegando ao senso comum, o mesmo decide qual será a melhor opção de tratamento.

É importante ressaltar que o câncer de mama pode ser prevenido precocemente através do exame simples de palpação que pode ser feito pelo próprio paciente em sua própria casa.  O exame de palpação consiste em “palpar” toda a mama, a região da axila e a parte superior do tronco em busca de algum nódulo ou alteração da pele, como o endurecimento, e de alguma alteração no próprio mamilo.

Fazendo isso, o paciente diminui e muito a mortalidade aumentando assim as chances de cura. Principalmente quando chega aos 50 anos.

 

Top