Cactos e suculentas: dicas, como cultivar

Os cactos e outras plantas suculentas – as que armazenam água em folhas, talos ou raízes mais grossas – são boas plantas para se…

Por Editorial MDT em 06/12/2012

Os cactos e outras plantas suculentas – as que armazenam água em folhas, talos ou raízes mais grossas – são boas plantas para se ter em casa, mas exigem cuidados como o uso de adubos, vasos corretos e poda. Veja dicas para cultivar cactos e plantas suculentas em casa:

É possível até montar um jardim com cactos e suculentas em sua casa (Foto: divulgação)

Cactos e suculentas: dicas

Entre os cuidados com cactos e suculentas está a necessidade de adubá-las, principalmente na primavera e no verão, épocas em que se desenvolvem. A adubação pode ser feita com nitrogênio (N) para ativar o crescimento das plantas, fósforo (P) para desenvolver as raízes e potássio (K) para o crescimento de flores e frutos. Conhecida por NPK, esse adubo pode ser colocado no plantio ou junto à terra. Coloque menos da quantidade recomendada, uma vez que, essas plantas vivem, principalmente, em solos com poucos nutrientes e exagerar pode enfraquecê-las.

Para quem deseja cultivar essas espécies em casa, mas ainda não sabe como cuidar de cactos e suculentas vale seguir algumas orientações como verificar o estado das plantas, pelo menos, duas vezes a cada mês para remover folhas mortas e poeira.

Inspecione a planta periodicamente para ver se não há folhas mortas ou remover poeira (Foto: divulgação)

Como cultivar cactos e suculentas

Para cultivar cactos e suculentas é necessário também fazer podas em algumas épocas e trocar toda a terra, uma vez por ano. Quando for regar as plantas, não se deve fazê-lo sobre os espinhos para não propiciar o surgimento de bactérias e fungos. O solo deve ser bem aerado e ter pouca umidade.

Escolha um material adequado para o vaso entre plástico, barro e cimento (Foto: divulgação)

Quando for escolher vasos para cactos e suculentas, você irá encontrar diversas opções como o barro – que não atém muita umidade e possui aeração eficiente –, o cimento (que é frágil, mas também possui aeração suficiente) e o plástico. Essa última opção é uma das mais indicadas, uma vez que o vaso é leve, bem resistente e torna mais fácil o momento de remoção do torrão. Além disso, os vasos de plástico não custam muito e há grande variedade de modelos.

Leia também: Decoração de Ambiente com Cactos

Plantas mais fáceis de cuidar: quais são

Top