Bottinelli sai do banco de reservas e garante a vitória do Flamengo sobre o Fluminense

Meia argentino entrou na segunda etapa e com dois golaços virou o jogo para o Mengão. Vitória coloca o rubro-negro no G-4

Com dois golaços, Bottinelli decidiu o Fla-Flu do Engenhão

Com um segundo tempo eletrizante, o Flamengo venceu o Fluminense de virada por 3 a 2, superou o Fluminense na tabela de classificação e entrou de vez na briga pelo título do Brasileirão. O meia atacante argentino Dário Bottinelli saiu do banco de reservas na segunda etapa para decidir a partida e com dois golaços virou o jogo para o Fla. Thiago Neves anotou o outro gol rubro-negro. Rafael Sóbis e Lanzini marcaram para o Tricolor.

A vitória coloca o Flamengo na quarta colocação, com 47 pontos. Por sua vez, o Fluminense ficou um pouco mais distante dos líderes, mas ainda segue vivo na competição.

Fla-Flu começa igual

O equilíbrio deu o tom no início do duelo entre Flamengo e Fluminense. Com as duas equipes bem compactas e ocupando os espaços no meio de campo, os meias ofensivos encontravam dificuldade no momento de organizar as jogadas de ataque.

Aos 15, a primeira boa chance de gol do Fluminense. Mariano cruzou da direita e Rafael Moura finalizou para fora. Sem Ronaldinho no meio, o Flamengo não conseguia municiar seus atacantes, o que facilitava a marcação do tricolor.

Apesar do equilíbrio das duas equipes em campo, o Fluminense era um pouco mais agudo ofensivamente e conseguia alternar boas chagadas pelos lados do campo. Mas aos 34, foi o Flamengo quem se aproveitou de um erro do Flu e quase abriu o marcador. Mariano errou uma inversão de bola no campo de ataque, o Flamengo saiu rápido de sua defesa e a bola chegou até os pés de Deivid na entrada da área, mas ele finalizou e Diego Cavalieri defendeu.

Com o predomínio das defesas sobre os ataques, as equipes encontravam problemas na articulação de jogadas, trocavam muitos passes no meio de campo e não conseguiam criar chances de gol.

Continuar Lendo  Kaká e Marcelo estão fora dos amistosos da Seleção Brasileira

Segundo tempo eletrizante

O Fluminense começou a etapa final mais agressivo ofensivamente. Com Carlinhos apoiando bem pelo lado esquerdo, o Tricolor era mais envolvente, mas seguia com dificuldades para finalizar em gol.

Porém, aos 14, o Tricolor foi mortal no ataque. O zagueiro Leandro Euzébio cruzou da direita e a bola achou o atacante Rafael Sóbis, que mergulhou para marcar de peixinho o primeiro gol do jogo: 1 a 0 Flu.

O gol animou ainda mais o Fluminense que partiu para cima do Flamengo para liquidar o jogo. Aos 20, Marquinhos fez boa jogada pelo lado esquerdo e cruzou para Rafael Sóbis cabecear, mas a bola foi por cima do gol do Mengo.

Apesar da superioridade tricolor em campo, o Flamengo empatou. Julio César bateu escanteio na área, a bola passou por todo mundo e sobrou para Negueba. O atacante bateu cruzado e Thiago Neves se atirou na bola para desviar e igualar o marcador no Engenhão. Depois do gol, o Flamengo acordou em campo. Aos 26, Thiago Neves arriscou de fora da área e exigiu boa defesa do goleiro flamenguista.

A partida ficou emocionante, com as duas equipes buscando o gol da vitória. Aos 28, o Fluminense armou uma boa jogada e a bola chegou até Marquinhos, mas o meia finalizou e a bola explodiu na zaga do Flamengo.

Aos 33, o Fluminense marcou o segundo. Souza cruzou da direita e o argentino Lanzini cabeceou sozinho para marcar o segundo do Fluzão.

Bottinelli decide para o Fla

Sete minutos mais tarde, o Flamengo empatou novamente, com um golaço de Bottinelli. O meia argentino bateu falta de longe e acertou o ângulo do gol de Diego Cavalieri. Mengo vivo no jogo.

Não demorou muito para o mesmo Bottinelli virar o jogo para o Flamengo. Mais uma vez com um golaço. O argentino recebeu a bola no meio, chutou de fora da área e a bola foi no cantinho direito do gol de Diego Cavalieri: 3 a 2 Mengão.

Continuar Lendo  Campeão do Campeonato Paulista - Paulistão 2008 (Fotos e Vídeos)

Depois do gol do Flamengo, os jogadores do Fluminense se desequilibraram em campo, culminando com a expulsão de Souza no fim da partida.

Top