Bolsa Empreendedor: Como Funciona, Cadastro

Isabella 29/10/2021 Programas do Governo

Com o implemento do programa Bolsa Empreendedor, o Governo do Estado de São Paulo (SP), pagará R$1 mil para mais de 45 mil beneficiários. Entre esses beneficiários estão desempregados, Microempreendedores Individuais (MEI) e cidadãos em situação de vulnerabilidade social. 

Trata-se da segunda etapa da Bolsa Empreendedor que, direta e indiretamente, poderá ser capaz de amparar, aproximadamente, 180 mil paulistas.

Continue lendo para saber mais sobre o programa e como receber o benefício.

Requisitos para participar do Programa Bolsa Empreendedor

Tenha em mente que os interessados em serem contemplados pelo programa devem residir no Estado de SP, terem mais de 18 anos de idade, serem alfabetizados e estarem desempregados ou registrados como MEI.

Ao se enquadrar nesses critérios, você pode solicitar o auxílio. 

Como fazer o cadastro

Se você cumpre os critérios para participar do programa, basta acessar o portal Bolsa do Povo e se inscrever. Em caso de dúvidas, basta entrar em contato com a Central de Atendimento pelos seguintes números: 

0800 7979 800 (segunda a sexta, das 8h às 18h. O atendimento eletrônico é 24h);

(11) 98714-2645 – WhatsApp (atendimento eletrônico 24h).

Feita a inscrição, posteriormente, cada cadastro será submetido à análise e se aprovado, o cidadão terá direito a receber um benefício no valor total de R$ 1 mil, dividido em duas parcelas de R$ 500.

No entanto, para ter acesso ao Bolsa Empreendedor será necessário participar de um curso gratuito de empreendedorismo promovido pelo Sebrae. 

Como funciona o Bolsa Empreendedor?

Denominado de Empreenda Rápido, é preciso ter uma frequência mínima de 75% nas aulas, além de se formalizar como MEI ou outro regime empresarial com Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ). As vagas do Bolsa Empreendedor serão viabilizadas por região. 

Segundo informações do governo paulista, o Bolsa Empreendedor conta com um investimento na margem de R$ 100 milhões. O objetivo do programa é amparar trabalhadores autônomos que tiveram os negócios informais afetados pela pandemia da Covid-19, além de estimular a criação e ampliação de novos empreendimentos. 

Ainda de acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, o benefício concedido por meio da Bolsa Empreendedor dará prioridade às mulheres, jovens, pretos, pardos, indígenas e pessoas com deficiência (PCD).

Lembrando que todos estes grupos precisam passar pelo programa de qualificação para serem devidamente inseridos no mercado empresarial formal. 

Os cursos de capacitação empresarial são oferecidos pelo Governo de São Paulo em parceria com o Sebrae-SP. As aulas acontecerão no formato presencial com uma carga horária de 20 horas ou dez horas-aula online. 

Na ocasião, os futuros empreendedores terão contato com temas diversos sobre empreendedorismo, como ideias de negócios, marketing, finanças, formalização, entre outros. Vale ressaltar que a previsão é para que a próxima turma se inicie no dia 22 de novembro.

Outros artigos

Cursos Livres Gratuitos de Férias

11/01/2011

Cursos Livres Gratuitos de Férias

Se você não sabe o que fazer em suas férias nossa dica é que você ocupe seu tempo fazendo algo que seja bem útil para você futuramente, pois o primeiro passo par...

Adesivos de unhas para Réveillon 2016

10/11/2015

Adesivos de unhas para Réveillon 2016

Confira adesivos de unhas para réveillon 2016 e inspire-se para a sua nail art. O ano novo está se aproximando. O momento é perfeito para refletir sobre 2015 e menta...