Aumenta a procura por carros elétricos no Brasil

Wagner Santos 24/09/2021 Marketing

Uma notícia boa para quem se preocupa com o meio ambiente: aumenta a procura por carros elétricos no Brasil. O segmento vem dando grandes saltos de vendas, o que é uma notícia muito positiva para quem torce para que os veículos elétricos comecem a se popularizar no país. É claro que, em termos numéricos, o resultado ainda é muito pouco para comemorar, mas estamos apenas no início do movimento e a tendência é que o tamanho do setor dobre a cada 2 anos.

carros eletricos

Segundo um pronunciamento da Associação Brasileira de Veículos Elétricos (ABVE), o ano de 2020 terminou com o país tendo 19.000 veículos eletrificados e 2021 vem crescendo esses números. Até o momento, o aumento foi de 29,4% se comparado com o ano passado. No restante do mundo, já foram vendidas 1,1 milhões de unidades de carros elétricos só esse ano.

O que está justificando esse aumento na procura por carros elétricos no Brasil? É o que observaremos no artigo a seguir. Portanto, siga a leitura com atenção!

Aumenta a procura por carros elétricos no Brasil: o que justifica isso?

1. Legislação proibindo venda de carros a combustão.

Um dos fatores que motiva a maior procura por carros elétricos é que a legislação mundial (e brasileira também) já determinou prazo para a proibição da venda de carros a combustão.

Em alguns países, essa proibição começa a falar ainda na década de 20, com outros estabelecendo o prazo para o fim da venda de carros a combustão a partir de 2030 (o Brasil é um desses casos).

Por isso, grande parte dos consumidores já se adiantaram para comprar veículos elétricos antes que só existam eles no mercado, cerca de como um preparo para o que vem por aí. Além disso, muitas fabricantes começaram a produzir mais e mais automóveis desse tipo e isso motiva mais vendas.

2. Subsídios estatais.

Outro fator relevante que incentiva a maior procura por carros elétricos no mercado nacional é que existem subsídios oferecidos pelo Governo Federal e pelos Governos Estaduais para quem compra automóveis desse tipo.

Como os carros elétricos são menos poluentes e é intenção dos governos que eles sejam adotados com maior agilidade, existem muitos incentivos públicos para isso. Um dos exemplos mais clássicos é que não é preciso pagar IPVA em um veículo elétrico em vários estados, com outros realizando a isenção parcial do imposto.

3. Crescimento da infraestrutura.

A demanda por um produto qualquer no mercado é determinada pelos incentivos para que as pessoas comprem (pode ser as vantagens do próprio produto ou incentivos governamentais) e também pelos obstáculos colocados no caminho. Quanto mais incentivos e menos obstáculos, mais vendas.

Um dos obstáculos que acabava com a demanda por carros elétricos era a infraestrutura para recebê-los. Não é fácil encontrar pontos de carregamento nas cidades, por exemplo, o que faz com que as pessoas só possam carregar os carros em casa.

Ainda é difícil e a infraestrutura ainda não é adequada para o setor, mas já está melhorando gradualmente e isso traz cada vez mais interessados na área.

4. Mais opções.

Um ponto importante para aumentar a venda de carros elétricos é que existem cada vez mais opções no mercado (incluindo os híbridos) e elas estão ficando mais e mais acessíveis.

Por exemplo, já é possível encontrar seminovos elétricos no mercado, ainda que sejam raros. Um seminovo elétrico é bem mais barato, portanto, mais acessível, o que aumenta a demanda por ele.

Além disso, as montadoras trabalham para tentar reduzir significativamente o preço dos carros elétricos, sendo atualmente o maior elemento contrário à sua popularização.

Apesar dos novos modelos que estão sendo planejados ou lançados não serem exatamente baratos, a ideia é desenvolver opções de baixo custo o mais cedo possível.

5. Vantagens

Por fim, é claro que as vantagens naturais dos carros elétricos incentivam os consumidores a comprá-los cada vez mais. Isso fica mais evidente em períodos em que a gasolina está cara, como hoje em dia, em que ela chegou a R$ 7,00 o litro.

Imagine um carro que precisa de um litro de gasolina para rodar 10 quilômetros. Em um ano, considerando a média nacional de 20.000 quilômetros rodados, esse veículo precisaria de 2.000 litros de gasolina, portanto, seria um gasto de R$ 14.000,00 para o consumidor. Se o carro custou, digamos, R$ 70.000,00, seu custo já aumentou para R$ 84.000,00 fora as revisões.

Um carro elétrico não é movido à gasolina e seu combustível é muito mais barato. Portanto, ele é bem mais vantajoso mesmo sendo um pouco mais caro na aquisição.

Pronto! Agora você já sabe porque aumenta a procura por carros elétricos no Brasil e, assim, pode começar a se interessar pelo setor também. Dessa forma, conseguirá comprar um veículo elétrico, caso seja esse seu interesse, sabendo que a infraestrutura para o setor só aumentará e, assim, será cada vez mais comum ter um carro assim.

Gostou do conteúdo? Comente abaixo com a sua opinião e conte se você gostaria de ter um veículo elétrico!

Outros artigos

Cuidados com a pele antes de dormir

25/05/2012

Cuidados com a pele antes de dormir

[caption id="attachment_454214" align="aligncenter" width="470" caption="Com medidas simples é possível conseguir a pele dos sonhos"][/caption] Depois de um dia de ...

A nova parceria entre Sorocaba e Rick

03/10/2011

A nova parceria entre Sorocaba e Rick

Rick que já se declarou fã da dupla Fernando & Sorocaba, anunciou que fará uma parceria com Sorocaba.  O cantor está em carreira solo desde que se separou de...