Aprenda a economizar no condomínio

Em tempos como hoje onde as facilidades de se adquirir uma casa, apartamento ou qualquer outro tipo de imóvel são cada vez mais acessíveis,…

Em tempos como hoje onde as facilidades de se adquirir uma casa, apartamento ou qualquer outro tipo de imóvel são cada vez mais acessíveis, a palavra economia é fundamental para manter as contas e compromissos em dia. Para quem mora em condomínio e não sabe economizar certamente muitos problemas poderão atrapalhar todo o orçamento da família, o que poderá representar graves prejuízos.

Qualquer pessoa que faz um financiamento para comprar uma casa própria ou pretende morar em um condomínio deve ter em mente que além dos gastos com as parcelas deve ter um recurso extra para assumir ou incluir outros itens no orçamento visto que fazem parte deste investimento de longo prazo.

Em virtude dos custos em se adquirir e manter um condomínio, é importante criar meios a fim de que se possa economizar. Algumas das formas de ajudar com o orçamento da família é através das taxas mensais cobradas, fornecimento de água e até mesmo energia elétrica. Com base nestes itens, resolvemos detalhar um pouco a fim de que você possa ter um melhor entendimento. Começando pelo item energia elétrica, é possível ter uma considerável economia mensal se algumas atitudes foram adotadas no dia-a-dia.

Como exemplos podemos citar: Reduza o quantitativo de lâmpadas acesas em locais onde a luz solar possa clarear; Passe roupas apenas uma ou duas vezes por semana; Deixe as lâmpadas acesas apenas nos cômodos que se fizer necessário; Utilize o ar condicionador apenas na hora de dormir (deixe ligado apenas algumas horas para refrigerar o quarto, logo após desligue e mantenha o cômodo fechado).

Os gastos com a água também representam um ponto forte quando o assunto é economia dos gastos mensais. Por isso, evite desperdícios com atitudes simples como instalando equipamentos que possam reutilizar a água do banho e da chuva para serem utilizadas no vaso sanitário, lavagem das calçadas ou até mesmo para garantir a limpeza dos carros.

Leia Também:  Dicas para não ficar no vermelho no cartão de crédito

Estas atitudes garantem uma economia em taxas aplicadas nos condomínios, além de evitar gastos desnecessários. Mas, não pára por aqui. Existem outras formas de economizar. Vamos acompanhar. Para você que tem crianças em casa, evite que elas fiquem brincando de subir e descer nos elevadores. Isto é um desperdício de energia e recairá sobre o seu bolso. Para quem gosta de manter um belo jardim, evite regá-lo ou fazer limpeza em horários de maior fluxo de pessoas a fim de manter a conservação do ambiente por muito mais tempo.

Vale lembrar que a manutenção dos equipamentos do prédio também é essencial a fim de que se evitem prejuízos no futuro em decorrência de problemas técnicos. Saiba que manutenção é sinônimo de investimento. Por isso, verifique se os equipamentos como bombas de água, geradores de energia e tubulações estão em perfeito funcionamento.

Existe outro ponto que é também fundamental no item Economia: É preciso que todos os moradores estejam empenhados em um mesmo objetivo que é o de economizar com as taxas. Para que isto seja possível, é necessário participar das reuniões de condomínio, esclarecer as dúvidas, questionar e apresentar soluções para possíveis problemas; Tudo em prol do coletivo e do bem-estar de todos!

Com atitudes simples, mas muito eficientes é possível garantir uma economia considerável nos gastos com as taxas de condomínio. A leitura deste texto nos faz entender que as ações e atitudes devem ser individuais e coletivas a fim de que todos não saiam com prejuízos no final do mês.

Top