domingo, 14 de agosto de 2022 - 14/08/2022 15:28:54
MundodasTribos

Em meados de 1960, quando a pílula anticoncepcional chegou às terras brasileiras, como um método contraceptivo eficiente, causou furor na socidade da época e chegou a batizar as meninas nascidas entre 40 e 50 como “geração pílula”. O país foi um dos primeiros a adotar a pílula – na França ela só chegou em 1967, por exemplo. Para o Brasil foram trazidas drogas ainda experimentais, com altas dosagens hormonais que produziram inúmeras queixas. As principais eram enjôos, mal-estar, dores de cabeça, varizes e engordamentos, mas nenhuma delas impediu que milhões de mulheres a utilizassem.

Com o passar do anos, as dosagens hormonais foram diminuídas e os efeitos colaterais foram minimizados. Apenas um se manteve no centro do debate do controle de natalidade: o ganho de peso. A pesquisa evolui até que se descobriu que o ganho de peso está relacionada à presença de estrogênio, hormônio presente em todas as pílulas. Hoje há no mercado pílulas com a mesma eficácia contraceptiva e que contém dosagens ultra baixas de estrogênio, com menos de ¼ da dosagem das pílulas pioneiras.

Mas nem sempre estas são as melhores, pois muitas vezes apresentam “sangramento de escape” e a adaptação pode ser mais demorada. Mas é a mais indicada para adolescentes e para aquelas que tiveram efeitos colaterais com doses habituais. A dosagem é discriminada na embalagem e também interfere na maneira como deve ser consumida. As pílulas de baixíssima dosagem apresentam um regime de 24 dias de tomada e 4 de pausa, diferente da maioria cuja indicação é de 21 dias de tomada e 7 de pausa.

Outro hormônio presente na pílula é a progesterona. Mas há vários tipos de substâncias com o hormônio. As primeiras progesteronas utilizadas e que ainda estão presentes em algumas marcas que estão no mercado, são mais similares aos hormônios masculinos. Elas trazem o inconveniente, sobretudo, em mulheres com predisposição, de aumentar a oleosidade da pele, a formação de acne e excesso de pelos. Já outras marcas desenvolveram progesterona com efeitos masculinos mínimos e potente ação diurética.

O que elas propõem é uma ótima ação na pele e boa manutenção de peso. Todas as píluas melhoram a quantidade de fluxo menstrual e cólicas. Algumas, inclusive, foram colocadas no mercado com este fim. Há pílulas para todos os gostos e tipos de organismo, mas para decidir qual é a melhor opção é melhor discutir com o médico os apectos de pele, libido, cólicas, sintomas pré-menstruais e retenção de líquido.

O conteúdo "Anticoncepcionais que não Engordam" foi feito por Redacao e distribuído por MundodasTribos na categoria Notícias em . Conteúdo atualizado em .

Redacao

Redação Mundo das Tribos.

1

Pode ser do seu interesse

Curso de Produção e Gestão de Eventos Grátis a Distância

Curso de Produção e Gestão de Eventos Grátis a Distância

Trabalhe Conosco Embratel – Enviar Curriculum

Trabalhe Conosco Embratel – Enviar Curriculum

Sapatos Chanel, onde comprar

Sapatos Chanel, onde comprar

Simulador de Crédito Pessoal, como fazer

Simulador de Crédito Pessoal, como fazer

Roupas para baladas de inverno

Roupas para baladas de inverno

Bijuterias 25 de Março

Bijuterias 25 de Março