Alergia a pólen, sintomas

Alergia a pólen, sintomas

São diversos os tipos de substâncias que podem ocasionar alergias nos indivíduos. Entre elas está o pólen que causa manifestações clínicas graves e que,…

Por Editorial MDT em 23/09/2013

São diversos os tipos de substâncias que podem ocasionar alergias nos indivíduos. Entre elas está o pólen que causa manifestações clínicas graves e que, quando não tratadas, podem ser fatais. Conheça os sintomas da alergia ao pólen.

Diante das manifestações alérgicas, busque a orientação de um especialista. (Foto: divulgação)

Período de liberação do pólen

Segundo especialistas, a época em que há maior liberação do pólen ocorre no começo de março. Em geral, entre os 10 ou 20 dias anterior ou posteriores a esse período, a quantidade de pólen no ar é imensa, sendo necessário que o indivíduo alérgico adquira algumas precauções.

Compreendendo a alergia ao pólen

A alergia ao pólen ocorre devido a uma reação exagerada do organismo que tem o intuito de combater a substância, quando ela entra em contato com a pele ou mesmo, através do sistema respiratório.

Manifestações clínicas relacionadas

Em geral, um indivíduo alérgico, quando entra em contato com o pólen pode manifestar diversos sinais e sintomas. Entre eles:

  • Espirros;
  • Tosse;
  • Falta de ar;
  • Coceira;
  • Chiado no peito;
  • Lesões de pele;
  • Olhos vermelhos;
  • Lacrimejamento ocular;
  • Nariz escorrendo.

    Muitas pessoas são alérgicas ao pólen. (Foto: divulgação)

Aprenda a reagir ao problema

Diante dos sinais e sintomas de alergia ao pólen, é importante que o indivíduo busque a orientação de um especialista o quanto antes. Isso porque se a alergia não for devidamente tratada, ela pode ser fatal. No entanto, caso o problema se torne frequente, é importante que a pessoa alérgica agende uma consulta com um alergista para que ele possa orientá-lo sobre as precauções a serem tomadas para evitar a manifestação.

Compreendendo o tratamento

Em geral, o tratamento para alergia ao pólen acontece apenas na fase aguda. Ou seja, diante da manifestação dos sinais e sintomas, o médico poderá prescrever o uso de medicamentos para combater as manifestações clínicas e evitar as consequências. Porém, diante da persistência dos sintomas e do aumento da sua manifestação, é importante que o indivíduo alérgico inicie um tratamento para prevenir o problema. Além disso, o especialista pode indicar a realização de medidas preventivas, de modo a evitar o problema.

Evitando a alergia ao pólen

Separamos abaixo alguns exemplos de precauções que os indivíduos alérgicos devem seguir, de modo a evitar as manifestações da alergia ao pólen.

  • Ao se expor, é ideal utilizar óculos e máscaras;
  • Sempre que retornar aos ambientes, lave as mãos e quando possível, troque de roupas;
  • Tenha uma boa noite de sono;
  • Tenha uma alimentação balanceada;
  • Evite o tabagismo.

    Os espirros são uma das manifestações clínicas da alergia ao pólen. (Foto: divulgação)

Muitos indivíduos apresentam alergias ao pólens. Após conhecer alguns exemplos de manifestações clínicas relacionadas ao problema, é importante seguir as precauções e prevenir o problema.

Top