AIDS preocupa Ministério da Saúde

AIDS é a sigla da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, provocada por um vírus chamado HIV. O vírus pode  contaminar indivíduos que se envolvem em…

Por Editorial MDT em 18/06/2009

AIDS é a sigla da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, provocada por um vírus chamado HIV. O vírus pode  contaminar indivíduos que se envolvem em situações de risco sem proteção. Essas situações estão muito bem definidas e caracterizadas, sendo, portanto, facilmente evitáveis. Em casos de AIDS, manifestam-se diversas doenças, porque o sistema de defesa do organismo humano fica desorganizado pela ação do HIV.

O número de pessoas infectadas tem aumentado muito e isso vem preocupando o Ministério da Saúde. Uma  pesquisa do Ministério da  Saúde  mostrou que houve uma queda no uso do preservativo, entre os anos 2004 e 2008.

A população com idade entre 15 e 54 anos, mostrou  que o uso da camisinha com parceiros casuais era 51,6% e passou para 46,5%. Com companheiros fixos, o índice foi de 24,9% para 20,3%. O Ministério acha que esses números apontam a necessidade da volta das campanhas de conscientização sobre os riscos da AIDS e sua prevenção.

A AIDS é uma doença que tem tratamento com o uso do chamado coquetel, porém, não é a forma de curar a doença, visto que a mesma ainda não tem cura. Portanto, há necessidade que as pessoas continuem tendo precauções, e se previnam contra a doença, que uma vez adquirida, trará sérias consequências.

No Brasil, são 33 mil novos casos de AIDS e 11 mil óbitos registrados por ano. A cada 2 casos que começam tratamento, existem 5 casos que ainda não foram confirmados.

O Ministro da Saúde, Temporão, comunicou que o governo esta comprando 1 bilhão de camisinhas para serem distribuídas gratuitamente, sendo que os jovens são os que mais pegam camisinha de graça nos postos, quanto maior a idade, menor a procura por preservativos gratuitos.

Prevenir é a melhor forma de evitar a doença, ela pode ser contraída pelo contato com esperma e secreção vaginal contaminados, e isso ocorre na hora da relação sexual. Contato com sangue contaminado, seja através de transfusões, seja através de compartilhar seringas e agulhas, principalmente entre usuários de drogas injetáveis, e também e transmitida da mãe para a criança, durante a gestação, parto e aleitamento.

A AIDS ainda é uma grande preocupação para o Ministério de Saúde e precisa também, seu uma preocupação da população, principalmente para aqueles que se encontram como sendo fator de risco.

Top