Agulhada: Acunpuntura e seus Benefícios

O nome acupuntura vem da junção de duas palavras latinas: “acus”, que é agulha e “punctura”, pontoada e foi trazida ao mundo ocidental por…

O nome acupuntura vem da junção de duas palavras latinas: “acus”, que é agulha e “punctura”, pontoada e foi trazida ao mundo ocidental por um padre jesuíta que esteve na China no século XVII. O nome da técnica em chinês, entretanto, tem outro significado: “zhen” seria agulha e “jiu”, moxa, ou seja, o termo em português, literalmente, seria “agulhas de fogo”.


No início, a acupuntura não era levada à sério no ocidente, porém, com o passar do tempo, ela foi mostrando a sua eficácia na cura de várias doenças e, atualmente, ela é considerada como um método de tratamento complementar pela Organização Mundial de Saúde (OMS). A visão tradicional chinesa teria criado a acupuntura baseada no Taoísmo, na dualidade do Yin e do Yang, que seriam aspectos opostos que compõem todo o universo.

Portanto, assim como no universo, no corpo humano existe o equilíbrio entre essas duas forças, que pode ser alterado por diversos tipos de influências, como a alimentar, a comportamental e outras. A energia que passa pelo nosso corpo é denominada “Qi”, cuja pronúncia é “chi”. Ela flui pelo nosso organismo como um rio em seu curso normal, dividindo o corpo em meridianos. É esse fluxo de energia que manteria o Yin e o Yang em harmonia.

Entretanto, como acontece com os rios, os pontos de energia podem ser obstruídos por represas ou árvores no meio do caminho e parem de fluir normalmente. É essa interrupção do fluxo de energia que causaria as doenças, tanto físicas quanto psicológicas. Por isso, a função da acupuntura é desobstruir esses meridianos entupidos através da agulha ou de pressão feita com os dedos do terapeuta.

Há mais de 2 mil pontos de acupuntura distribuídos por todo o corpo humano, por isso, um acupunturista deve memorizar claramente todos esses pontos para saber qual deve ser atingido pela agulha a fim de aliviar doenças e dores. Então, o papel da acupuntura é preparar o sistema imunológico para que ele aprenda a se defender sozinho, sem o uso de medicamentos. Assim, a cura estaria no próprio corpo da pessoa.

Leia Também:  Como não errar ao pintar os cabelos


Na visão ocidental, a acupuntura funcionaria estimulando o sistema nervoso central para que compostos químicos conhecidos como neurotransmissores e hormônios fossem liberados. Eles seriam os responsáveis pelo alívio da dor, pelo impulso do sistema imunológico e pela regulamentação de várias funções corporais. Nesse caso, o valor da acupuntura teria sido reconhecido pela Medicina Tradicional.

Apesar dessa técnica milenar chinesa ainda ser considerada parte da Medicina Alternativa, a OMS editou uma lista que elenca 41 doenças que podem ter excelentes resultados com o uso da acupuntura, entre afecções físicas, da pele, no pulmão, no coração, no fígado, na vesícula biliar, no estômago, nos intestinos, nos rins, no sistema circulatório, no sistema nervoso, no sistema endócrino, nos órgãos dos sentidos, na cabeça, nas doenças psicossomáticas e psíquicas, nas infantis e no câncer.

A acupuntura traz somente benefícios à sua saúde, principalmente por não usar medicamentos. Assim, o seu organismo aprenderá a se curar sozinho, pois a cura encontra-se no seu interior. Porém, se você tem medo de agulhas, fique tranquilo, pois o tratamento é praticamente indolor e as agulhas são muito finas, quase imperceptíveis. Experimente uma vez e teste os benefícios da acupuntura. Certamente, você se tornará fã dessa técnica milenar e fará várias sessões para sentir-se melhor, tanto física quanto psicologicamente.

Top