Benefícios do tomate na alimentação: quais são

Muito comum na mesa dos brasileiros, o tomate é um fruto raramente dispensável. A grande maioria das pessoas está acostumada a incluí-lo na alimentação,…

Muito comum na mesa dos brasileiros, o tomate é um fruto raramente dispensável. A grande maioria das pessoas está acostumada a incluí-lo na alimentação, usando-o em saladas, molhos, sopas ou num simples lanchinho. Seu sabor é suave e levemente ácido, o que permite que ele faça parte de inúmeras receitas. Também não possui muitas calorias e isso é favorável a quem quer tapear a fome, enquanto faz dietas. Mas este fruto não serve apenas para enganar a fome, com uma simples saladinha ou um lanche. Pode-se aproveitar de muitos benefícios do tomate na alimentação.

O tomate traz inúmeros benefícios à saúde (Foto: Divulgação)

Substâncias que compõem o tomate

Não são poucas as substâncias que compõem o tomate. Primeiramente, ele é rico em vitaminas A e C. A vitamina A tem ação antioxidante no organismo, ou seja, ela combate os radicais livres, responsáveis pela aceleração do processo de envelhecimento. Já a vitamina C, como muitos já o sabem, contribui com a fortificação dos ossos, dos dentes, dos tendões e dos vasos sanguíneos, além de ser também um antioxidante e de ser ótimos contra gripes e resfriados. Para a coagulação sanguínea e para a formação dos ossos, é preciso manter o nível de cálcio no organismo. O tomate também contém essa substância.

Receitas com tomate também trazem seus benefícios (Foto: Divulgação)

Sódio e Magnésio, que favorecem a contração muscular e outras funções do organismo, também fazem parte da composição do tomate. O fruto também possui Folato, que é conhecido como vitamina B9 e que é altamente benéfico às funções metabólicas. Outro benefício do tomate é que ele fornece Potássio, que é importante na distribuição de água ao organismo. Para finalizar, os tomates são ricos em Licopeno. É esta a substância responsável pela cor avermelhada do fruto. O Licopeno é um poderoso fortalecedor do sistema imunológico, prevenindo diversos tipos de doença, até mesmo cânceres (colo, reto, esôfago, fígado, e próstata).

Leia Também:  Roupas com costas de fora: como usar

Dicas para consumir tomates

Quanto mais vermelhos os tomates, melhor para usufruir de suas substâncias benéficas (Foto: Divulgação)

Os tomates recebem muito agrotóxico, em sua produção. Por isso, é de extrema importância lavá-los bem e higienizá-los, a fim de eliminar os vestígios dos venenos, que podem trazem doenças graves ao organismo, em longo prazo. O ideal é lavar os tomates com água e sabão e, em seguida, desinfetá-los com produtos indicados para a higienização de verduras. Ao guardá-los na geladeira, deve-se secá-los bem. Outra dica é escolher tomates mais maduros, pois estes contêm maior concentração de nutrientes. Consuma-os crus ou cozidos, pois o Licopeno não se altera significativamente, com alta temperatura. Mesmo assim, ainda é mais indicado consumir tomates em seu estado natural.

Veja alimentos que podem substituí-lo: Quais os alimentos que podem substituir o tomate

Saiba as diferenças: Caqui e tomate: quais as diferenças?

Top