A importância das férias para a saúde

A cada 12 meses é direito do trabalhador que tem carteira assinada tirar férias. O período de descanso remunerado pode ter duração fracionada, por…

Ficar um tempo fora do trabalho faz bem (Foto: Divulgação)

A cada 12 meses é direito do trabalhador que tem carteira assinada tirar férias. O período de descanso remunerado pode ter duração fracionada, por exemplo: 15 dias em um mês e mais 15 depois, ou 10 dias em uma época do ano e mais 20 em outra. Ou a pessoa pode tirar 20 dias para descansar e vender 10, ou seja, ela trabalha esse período e recebe um valor por se privar da folga garantida pela constituição, além da remuneração salarial.

Algumas pessoas fazem acordos informais e vendem os 30 dias de férias que lhe é de direito, porém, além de ser ilegal, essa atitude reflete diretamente na saúde do trabalhador. Depois de meses inserido na mesma rotina é natural se cansar. O estresse é inevitável e as relações com os colegas se desgastam consequentemente. É importante se desligar do ambiente de trabalho por alguns dias e aproveitar para fazer tudo aquilo que nunca tem tempo de realizar.

Férias deve fazer parte do seu calendário anual (Foto: Divulgação)

Alguns trabalhadores optam por viajar, conhecer pessoas e lugares novos, o que contribui positivamente para esquecer dos problemas que ficaram na companhia. Evite atender telefonemas e consultar seu e-mail corporativo durante o passeio. Não sofra por antecipação. Certamente alguém ficou em seu lugar durante essa época de ausência merecida. Se você ficar o tempo todo controlando o que o profissional que te substitui está fazendo, e como as coisas estão sendo conduzidas, vai parecer que ele é incompetente e você um neurótico.

Doenças cardiovasculares também podem ser prevenidas com férias periódicas. Pode parecer pouco, mas esses dias distante do trabalho te deixam calmo, centrado e o seu coração sofre menos. Além disso, é nesse período que você recarrega as baterias para voltar a trabalhar com energia total.

Aproveite esse período de folga para recarregar as baterias (Foto: Divulgação)

Para não ficar ainda mais nervoso com o seu descanso remunerado, faça uma programação financeira. Lembre-se que receberá um valor antes de sair de férias e ficará algum tempo sem salário até que sua rotina volte ao normal e a folha de pagamento seja fechada sem os descontos referente as férias. Mesmo diante disso, não troque o seu descanso por dinheiro, pense na sua saúde.

Leia Também:  Férias na Praia: Dicas para montar sua mala de viagem

Top