32% das escolas de São Paulo enfrentam deficiência de professores

Sessenta dias após o começo do ano letivo, uma em cada três escolas estaduais da capital paulista encara deficiência de professores. A situação compromete,…

A situação compromete, sobretudo, as matérias de Arte, Sociologia, Matemática e Geografia.

Sessenta dias após o começo do ano letivo, uma em cada três escolas estaduais da capital paulista encara deficiência de professores. A situação compromete, sobretudo, as matérias de Arte, Sociologia, Matemática e Geografia.

O levantamento é do relatório de Fábio Takahashi, divulgado na edição desta quarta-feira da Folha. A deficiência de professores prossegue mesmo depois da Secretaria da Educação autorizar o requerimento de profissionais reprovados em exame do Estado e de outros, os quais nem realizaram a prova.

Estudantes de uma escola da zona norte disseram que só assistiram duas aulas de Geografia. Outros não assistiram nenhuma aula de Artes.

Outro lado

Através de nota oficial, a Secretaria Estadual da Educação de São Paulo alegou que a pesquisa realizada pela Folha é “enganosa” e não revela a realidade sobre a situação do corpo docente. De qualquer modo, para melhorar a rede de ensino, segundo a pasta, no meio do ano será aberto novo concurso público.

Top