25 de maio: Dia do Trabalhador Rural

25 de maio: Dia do Trabalhador Rural

No dia 25 de maio comemora-se o Dia do Trabalhador Rural. Esta data se revela importante para homenagear as pessoas que trabalham no campo…

Por Isabella Moretti em 25/05/2012

O trabalhador rural coloca sua saúde em risco e nem sempre é valorizado.

No dia 25 de maio comemora-se o Dia do Trabalhador Rural. Esta data se revela importante para homenagear as pessoas que trabalham no campo e enfrentam um dia-a-dia difícil. Além de desempenhar um trabalho pesado, estes profissionais também precisam lidar com a falta de reconhecimento e até mesmo o preconceito.

Conhecendo o trabalhador rural

O trabalhador rural se esforça fisicamente para desempenhar as suas atividades, ultrapassando muitas vezes os limites do seu corpo para ganhar um salário baixo. Este profissional tem como função lidar com a terra, ou seja, semear, plantar e colher. A jornada de trabalho é considerada incerta, pois varia de acordo com as safras e a demanda de mão-de-obra.

O trabalhador rural semeia, planta e colhe, mas seu trabalho tem sido substituído aos poucos por máquinas.

Diferente de outros cargos no mercado de trabalho, o empregado rural não precisa de uma qualificação específica para lidar com o cultivo. No entanto, a experiência que ele já possui na área pode ser levada em conta na hora da contratação. Normalmente as pessoas que atuam na plantação e colheita fazendo o trabalho mais pesado pertencem às classes menos favorecidas da sociedade.

Há vários tipos de trabalhadores rurais, como os boias-frias, que são contratados de acordo com a safra e prestam serviços nas propriedades agrárias e os tratoristas e capatazes, que possuem salário fixo e normalmente são mais qualificados para trabalhar no campo. Os profissionais conhecidos como parceiros também se destacam no desempenho das atividades rurais e são remunerados com uma porcentagem da produção.

O trabalhador rural deve conhecer seus direitos à aposentadoria. Leia: Previdência Social INSS Benefícios

Dificuldades enfrentadas pelo empregado rural

Muitas vezes os trabalhadores enfrentam péssimas condições de serviço.

Dos milhões de trabalhadores rurais do Brasil, mais do que a metade ocupam cargos temporários e enfrentam a dura jornada de morar na cidade e ter que trabalhar no campo. É importante lembrar também que estes profissionais estão perdendo espaço no mercado de trabalho, sobretudo nas regiões Sul e Sudeste do país. A mão-de-obra do trabalhador rural está sendo substituída em grande parte das plantações por equipamentos de tecnologia avançada.

O empregado rural coloca em risco a sua saúde ao desempenhar determinadas atividades no campo. Ele pode se envolver em acidentes com ferramentas manuais e máquinas, ser picado por algum animal peçonhento, sofrer com o envelhecimento precoce, desenvolver câncer de pele e outros problemas de saúde em decorrência da exposição a agrotóxicos.

Diante de tantas dificuldades enfrentadas pelo trabalhador rural, surgiram movimentos em defesa dos direitos desta categoria profissional. O MST (Movimento dos trabalhadores Sem Terra) luta para melhorar a vida do empregado rural, ou seja, se preocupa em promover melhores condições de transporte, aposentadoria digna, transporte e saúde.

 

Top