20 de abril: Dia do Diplomata

No dia 20 de abril comemora-se o Dia do Diplomata. Muito se fala a respeito desta profissão, mas poucas pessoas sabem ao certo como…

Por Isabella Moretti em 20/04/2012

O diplomata tem a missão de representar e defender os interesses do país.

No dia 20 de abril comemora-se o Dia do Diplomata. Muito se fala a respeito desta profissão, mas poucas pessoas sabem ao certo como funciona a carreira diplomática e os principais desafios do cargo. Para compreender o profissional, é fundamental considerar a sua importância e se informar um pouco sobre as atividades que ele desempenha.

Origem da diplomacia

Não é de hoje que as atividades diplomáticas são realizadas, na verdade elas começaram a ganhar forma na Antiguidade Clássica. Os diplomatas desta época tinham um papel muito importante para estabelecer uma relação pacífica entre os Estados. Já a diplomacia moderna teve a sua origem na época do Renascimento, sendo marcada por muitas missões diplomáticas.

No Brasil, as relações diplomáticas se tornaram fundamentais para o crescimento nacional, sobretudo com o desempenho pioneiro do Barão do Rio Branco. Ele foi responsável por consolidar as fronteiras brasileiras e teve importante atuação na negociação de paz com o Paraguai.

O dia 20 de abril é considerado o Dia do Diplomata por causa do nascimento da filha do Barão de Rio Branco, que ocorreu nesta mesma data no ano de 1850.

A carreira de diplomata

O diplomata busca melhorias do relacionamento do seu país com os outros.

O diplomata tem a função de usar a diplomacia no relacionamento entre as nações, isto é, ele representa o seu país em território estrangeiro e entra em contato com governos das mais diversas nacionalidades.

Cabe ao diplomata cuidar das negociações internacionais, representando os interesses do seu país no exterior. Ele afirma as políticas públicas da sua nação e trata de diferentes temas nos seus encontros, como por exemplo, saúde, paz, cultura, cidadania, meio ambiente, comércio e economia.

Para se tornar um diplomata é necessário dedicação aos estudos para passar no concurso de admissão e ter um bom desempenho na carreira. O profissional terá boa atuação no mercado de trabalho se tiver responsabilidade, disciplina, senso de organização, facilidade para expor situações e amabilidade.

Depois de se graduar, é necessário passar no concurso para diplomata.

Nem todos podem seguir a carreira diplomática, na verdade existem pré-requisitos para conseguir atuar no cargo. Em primeiro lugar, o diplomata precisa ser graduado em algum curso superior, sendo que a formação em Direito aparece com mais frequência no currículo destes profissionais. O curso de Relações Internacionais também oferece uma boa base para que o diplomata possa cumprir com suas tarefas.

Concluída a graduação, a pessoa deve prestar o Concurso de Admissão do Instituto Rio Branco. Ao ser aprovado no processo seletivo, ele ocupa a função de Terceiro-Secretário, mas pode evoluir à medida que for ganhando experiência na área.

O diplomata conta com um leque de áreas de atuação, ou seja, ele pode trabalhar em embaixadas, legações e encarregaturas de negócios. Com o Brasil cada vez mais visível no cenário internacional, o diplomata também conta com novas oportunidades no mercado de trabalho. Em média, o salário do profissional gira em torno de 12 mil reais.

Top