Saúde

Tenoxicam: para que serve?

Para que serve o tenoxicam? Essa é uma das muitas dúvidas referente a esse composto que vamos sanar para você. Para quem não sabe o tenoxicam é um princípio ativo do medicamento com nome de Tilatil ou Tenoxem, é indicado para tratamento antirreumático. Trata-se de um anti-inflamatório não esteroide que atua reduzindo a resposta inflamatória, desempenhando o papel analgésico e antitérmico.

O tenoxicam é um anti- inflamatório. (Foto: divulgação)

Entenda para que serve o Tenoxicam e como ele age

O tenoxicam serve para tratamentos que exigem que o paciente consuma um antirreumático com ação anti-inflamatória indicada para o tratamento de doenças como artrite reumatoide, bursite, espondilite anquilosante, osteoartrite e tendinite. Esse fármaco pode ser encontrado nas formas de supositório, solução injetável de administração intramuscular, em comprimidos ou granulados.

O medicamento não é indicado até a segunda metade da gravidez devido a possibilidade de surgirem defeitos circulatórios no feto e aumento do tempo de gestação. Veja mais sobre o uso de tenoxicam e como tratar a artrite e outros problemas.

Tenoxicam: para que serve?
Aprenda a usar o tenoxicam (Foto: Divulgação)

Contraindicações do Tenoxicam

Não deve usar o produto em casos de:

  • História de reação alérgica grave induzida pela aspirina ou outro anti-inflamatório não esteroide;
  • Pólipos nasais relacionados com broncoespasmo induzidos por aspirina.

    É essencial tomar a dose correta do tenoxicam. (Foto: divulgação)

Riscos do Tenoxicam

  • Pode aumentar os efeitos adversos renais com ciclosporina;
  • Pode aumentar a ação de lítio;
  • Ter a ação aumentada por probenecida;
  • Risco de agranulocitose e depressão da medula óssea com metotrexato;
  • Reduz a ação do anti-hipertensivo, diurético;
  • Pode aumentar o risco de efeitos adversos gastrientestinais com acido acetilsalicílico e outro anti-inflamatório não esteroide;
  • Pode aumentar o risco de sangramento com os anticoagulantes orais, como heparina.
Aposte no uso do Tenoxicam (Foto: Divulgação)

Cuidados ao consumir o Tenoxicam

  • Não consuma bebidas alcóolicas, pois há risco de ulceração
  • Use sempre a menor dose do produto
  • Cuidado ao dirigir e executar tarefas que exijam atenção
  • Utilize a menor dose possível do produto
  • Cuidado com as cirurgias
  • Evite a exposição ao sol devido a sensibilidade
  • Não associe com outros anti-inflamatórios e analgésicos, a não ser que seja justificado pelo médico.

    Todo medicamento deve ser tomado sob orientação médica. (Foto: divulgação)

A tenoxicam é um medicamento anti-inflamatório indicado para o tratamento anti-reumático. Os perigos dos remédios anti-inflamatórios está relacionado ao uso inadequado dos mesmos. É essencial tomar esse medicamento sob orientação e prescrição médica.

Bula completa do Tenoxicam

“1. PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?
Tenoxicam é indicado para alívio dos sintomas de doenças com componentes inflamatórios, degenerativos e dolorosos em geral, principalmente dos músculos, tendões e juntas, tais como artrite reumatoide, artrose, espondilite anquilosante, tendinite, entorses, distensões ligamentares, bursite e gota. Além disso, é indicado também para o alívio da dor pós-operatória.

2. COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?
Tenoxicam possui propriedades anti-inflamatórias, analgésicas, antitérmicas e reduz a atividade das plaquetas (células sanguíneas responsáveis pela coagulação).
O tempo esperado para início de efeito, após a administração é de 15 (quinze) minutos.

3. QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
Tenoxicam não deve ser utilizado em pacientes que:
-tenham menos de 18 anos de idade;
-tenham hipersensibilidade (alergia) conhecida ao Tenoxicam e/ou aos demais componentes da formulação ou que estejam tomando outros anti-inflamatórios não esteroides que tenham induzido sintomas de asma, rinite e urticária (coceira generalizada);
-possuam doenças graves do trato gastrintestinal superior, incluindo gastrite, úlcera duodenal e gástrica.
Este medicamento é contraindicado para menores de 18 (dezoito) anos.

4. O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
Precauções:
Antes de tomar este medicamento, você deve avisar seu médico se estiver usando outros anti-inflamatórios, ou salicilatos (devido ao risco de efeitos colaterais no sistema digestivo); drogas anticoagulantes e/ou medicações para diabetes (devido à interação medicamentosa).
Cuidado especial deve ser tomado em idosos, ou pacientes que possuam doenças do rim, fígado e coração, devendo-se controlar adequadamente a função dos rins, com exames de laboratório.
Se você apresentar reações graves de pele durante o tratamento com Tenoxicam, este deve ser imediatamente suspenso.
Você poderá apresentar reações adversas, tais como vertigens, tontura, ou distúrbios visuais. Neste caso, deve-se evitar dirigir veículos e/ou operar máquinas que requeiram atenção.
Embora não tenham sido observados defeitos físicos no feto, a segurança do Tenoxicam durante a gravidez e lactação ainda não foi estabelecida. O tratamento prolongado durante o último trimestre da gravidez deve ser evitado.
Durante o aleitamento materno, o tratamento com Tenoxicam deve ser suspenso. Se seu médico julgar que o tratamento deve ser continuado, ele deverá interromper o aleitamento materno.
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas, sem orientação médica. Informe imediatamente seu médico em caso de suspeita de gravidez.

Interações medicamentosas
Converse com o seu médico, sobre outros medicamentos que esteja tomando, ou pretende tomar, pois eles poderão interferir na ação de Tenoxicam.
Avise seu médico caso você esteja tomando algum dos seguintes medicamentos: outros anti-inflamatórios não hormonais, incluindo salicilatos; metotrexato; lítio; diuréticos poupadores de potássio (como espironolactona e amilorida); hidroclorotiazida; medicamentos para hipertensão; anticoagulantes; remédios para diabetes mellitus.
Informe a seu médico, ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento. Não use medicamento sem o conhecimento de seu médico. Pode ser perigoso para sua saúde.

5. ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?
Conservar em temperatura ambiente (entre 15°C e 30°C).
Características do medicamento: Antes da reconstituição, Tenoxicam apresenta-se como um pó compacto amarelo, que pode estar intacto ou fragmentado.
Após reconstituição com a solução diluente que acompanha o produto, o medicamento torna-se uma solução límpida amarela e praticamente isenta de partículas.
Após preparo, este medicamento deve ser utilizado imediatamente.
Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.
Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.
Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

6. COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
Adicionar todo o conteúdo da ampola de diluente (2 mL de água para injetáveis) ao frasco-ampola de Tenoxicam. A solução obtida deve ser imediatamente utilizada, por via intramuscular, ou intravenosa. Tenoxicam não é recomendado para administração por infusão.
Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento de seu médico.

Posologia:
Posologia habitual – Para todas as indicações, exceto na dor pós-operatória e gota aguda, recomenda-se 20 mg uma vez ao dia. Na dor pós-operatória, a dose recomendada é de 40 mg, uma vez ao dia, durante 5 (cinco) dias e, nas crises agudas de gota, a dose recomendada é de 40 mg uma vez ao dia durante 2 dias e, em seguida, 20 mg diários durante os próximos 5 (cinco) dias. Quando indicado, o tratamento pode ser iniciado por via intramuscular, ou intravenosa uma vez ao dia, durante 1 (um) a 2 (dois) dias e continuado por via oral, ou retal.
Em casos de doenças crônicas, o efeito terapêutico do Tenoxicam manifesta-se logo após o início do tratamento; porém, a resposta aumenta progressivamente, no decorrer do tratamento. Em casos de doenças crônicas, no qual é necessário o tratamento por longo prazo, doses superiores a 20 mg devem ser evitadas, pois isto aumentaria a incidência e a intensidade das reações adversas sem um aumento significativo da eficácia. Para estes pacientes, pode-se tentar reduzir a dose diária de manutenção para 10 mg.
Instruções posológicas especiais – Em princípio, a posologia anteriormente recomendada aplica-se também aos idosos e a pacientes com doença dos rins ou fígado (vide “Precauções e Advertências”). Devido à falta de experimentação clínica, ainda não foi estabelecida a posologia para crianças e adolescentes.

7.O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO? Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico, ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

8.QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?
Durante os estudos, Tenoxicam foi bem tolerado nas doses recomendadas. As reações adversas foram leves e transitórias, desaparecendo mesmo com a continuidade do tratamento.
Os efeitos colaterais observados foram agrupados de acordo com a frequência de ocorrência.

Reação comum (> 1/100 e < 1/10), maior que 1% e menor que 10%
-Sistema digestivo: dor abdominal; dor de estômago; queimação e náuseas.
-Sistema nervoso: tontura; dor de cabeça.

Reação incomum (Infrequente) > 1/1.000 e < 1/100 , maior que 0,1% e menor que 1 %
-Sistema digestivo: prisão de ventre; diarreia; feridas na boca; gastrite; vômitos; sangramento no estômago, ou intestino; úlceras.
-Sistema nervoso: cansaço; distúrbios do sono; perda do apetite; secura na boca; tontura.
-Pele: coceira; vermelhidão; erupção cutânea por todo o corpo (“rash”).
-Rins: inchaço e aumento da creatinina no sangue.
-Fígado: aumento de bilirrubinas, ou de enzimas hepáticas no sangue.
-Coração: percepção dos batimentos cardíacos.

Reação muito rara (< 1/10.000), menor que 0,01%
-Sistema digestivo: úlcera gastroduodenal com perfuração; vômitos de grande quantidade de sangue vivo.
-Sistema nervoso central: distúrbios visuais.
-Pele: reações alérgicas graves e envolvendo todo o corpo [síndromes de Lyell e Stevens-Johnson]; reação de fotossensibilidade.
-Sangue: anemia; redução de hemoglobina; redução de glóbulos brancos; redução de plaquetas.
-Reações de hipersensibilidade: falta de ar; asma; reações alérgicas graves; inchaço intenso dos lábios e do rosto (angioedema).
-Coração: pressão sanguínea elevada, principalmente em pacientes com medicação cardiovascular concomitante.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento.
Informe a empresa sobre o aparecimento de reações indesejáveis e problemas com este medicamento, entrando em contato através do Sistema de Atendimento ao Consumidor (SAC).

9. O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?
Embora não exista experiência de superdosagem aguda com o Tenoxicam, pode-se esperar que os sinais e sintomas mencionados no item 8 ocorram de modo mais pronunciado.
Nenhum antídoto específico é conhecido até o momento. Se houver superdosagem, seu médico poderá usar medicações que acelerem a eliminação do Tenoxicam além de remédios para controlar as reações indesejáveis.
Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem, ou bula do medicamento, se possível.
Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.”

  • Lembramos que os dizeres da bula podem sofrer alterações e foram copiados igualmente do que vem juntamente com o medicamento. Essa bula foi atualizada em 2016.
Recomendado para você
Saúde

Como Manter o Peso na Gravidez

Saúde

Entenda o que é Microcefalia

Saúde

Antistax Tratamento Para Varizes

Saúde

Alimentos com Vitamina D e Cálcio

Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *