Bem Estar

Sensação de estômago pesado: o que fazer

A dificuldade de digestão (dispepsia) é um problema que atinge cerca de 40% da população brasileira. O quadro clínico é causado pela digestão lenta, que resulta em desconforto na região do estômago e a sensação de “estômago pesado” e estufado, conhecido tecnicamente como plenitude epigástrica. Também pode haver outros sintomas desconfortáveis acompanhando o quadro, como dores, náuseas, arrotos e sensação de queimação.

A plenitude epigástrica é um sintoma muito desconfortável.
A plenitude epigástrica é um sintoma muito desconfortável.

Sensação de estômago pesado: o que fazer

A dispepsia aparece como resultado de uma forma incorreta de se alimentar. Pessoas que não mastigam adequadamente os alimentos, que costumam comer muito rapidamente, ingerir líquidos em excesso durante as refeições ou mesmo exagerar no tamanho do prato ou abusar de alimentos gordurosos, possuem uma chance muito maior de vir a desenvolver esse problema.

Comer devagar é fundamental.

Dicas para acabar com o estômago pesado

  • Alimentos muito condimentados ou temperados devem ser evitados, assim como molhos gordurosos e de digestão mais difícil;
  • É importante realizar as alimentações em ambiente tranquilo e evitar questões emocionais que prejudicam a digestão (como nervosismo, ansiedade e estresse);
  • Uma boa mastigação, lenta e em bom número, é muito importante;
  •  É indicado eliminar a ingestão de alimentos gordurosos;
  • Bebidas alcoólicas, que podem provocar irritação das paredes do estômago, devem ser evitadas, da mesma forma que as bebidas gasosas, que agravam a sensação de estufamento e os sucos concentrados;
  • Alimentos em alguns estados devem ser evitados, são eles: comidas muito quentes ou muito geladas, em conserva, defumada, curada ou excessivamente salgada;
  • Evite tomar qualquer tipo de líquido durante as refeições, mesmo que seja água. A ingestão de bebidas provoca a sensação de estômago distendido além de literalmente promoverem uma lavagem das enzimas estomacais, dificultando a digestão e quebra do alimento em partículas para ser absorvido;
  • Ao invés de fazer refeições exageradas na quantidade, o ideal é optar por fazer várias refeições ao longo do dia, em pequenas quantidades, que são mais fáceis de serem digeridas;
  • Pessoas que sofrem com queimação no estômago e refluxo esofágico devem evitar alguns alimentos como: café, refrigerantes, chá preto, chocolate e alimentos ácidos como molho de tomate e suco de abacaxi, limão, laranja e maracujá.
Comer pequenas porções ao longo do dia é uma boa dica.

Comer é uma necessidade, além de ser algo extremamente prazeroso e relaxante. Entretanto, o importante é nunca esquecer se que bons hábitos e alimentação saudável são indispensáveis na vida das pessoas que buscam uma melhor qualidade de vida.

Recomendado para você
Bem Estar

Tendências de tatuagens masculinas para 2017 (mais de 100 fotos incríveis)

Bem Estar

Saiba como denunciar um caso de bullying

Beleza

Perfumes Franceses Mais Famosos – Femininos e Masculinos

Bem Estar

Tapetes para Sala

Comentários
  1. luzia disse:

    qual o medicamento que devo tomar, pois ja acordo com mt queimaçao e estufamento no estomago e nausia e fico mt palida me ajude bjs…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *