Menu
Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Sintomas da Gripe Suína

Vírus já fez 46 vítimas fatais só no estado de São Paulo no começo deste ano. Campanha nacional começa agora dia 30 de abril.

Você sabe quais são os sintomas da gripe suína? A gripe suína é uma doença respiratória de porcos causada por um vírus influenza tipo A, que causa regularmente crises de gripe em porcos. Recentemente a Gripe Suína vem tomando conta dos noticiários de todo mundo, a doença está mais forte no México, local onde deixou centenas de mortos. Neste artigo trazemos algumas informações que muitos de vocês devem ficar se perguntando, confira algumas respostas abaixo.

Sintomas da Gripe Suína (Foto: Abril)

Sintomas da Gripe Suína (Foto: Abril)

Sintomas da Gripe Suína

Como a gripe suína mata? A verdade é que qualquer tipo de gripe pode levar ao óbito e por isso é preciso ficar atento aos sintomas da gripe suína, o que fica evidente é que as mortes são causadas em pessoas que possuem um sistema imune (de defesa do organismo) enfraquecido.

Leia mais informações sobre: Gripe H1N1: sintomas iniciais

O risco da gripe suína

O melhor remédio é prevenir (Foto: Abril)

O melhor remédio é prevenir (Foto: Abril)

O principal risco relacionado à doença é uma inflamação grave dos pulmões, que pode levar à insuficiência respiratória, ou seja, incapacidade de respirar direito. Outras complicações sérias têm a ver com lesões graves nos músculos, que podem levar a problemas nos rins e no coração. Em todos os casos estas complicações podem levar a morte.

Quantos vírus de gripe suína existem? No momento, há quatro classes principais de vírus de gripe suína do tipo A são H1N1, H1N2, H3N2 e H3N1.

Qual é o vírus que está causando a crise atual? É uma versão nova do H1N1.

Consumir carne de porco pode causar gripe suína? Não. Ao cozinhar a carne de porco a 70ºC, os vírus da gripe são completamente destruídos, impedindo qualquer contaminação.

Como prevenir a gripe H1N1?

O que fazer para evitar o contágio? O CDC (Centro de Prevenção e Controle de Doenças dos EUA) fez algumas recomendações para evitar a doença.

– Cubra seu nariz e boca com um lenço quando tossir ou espirrar. Jogue no lixo o lenço após o uso.

– Lave suas mãos constantemente com água e sabão, especialmente depois de tossir ou espirrar. Produtos à base de álcool para limpar as mãos também são efetivos.

– Evite tocar seus olhos, nariz ou boca. Os germes se espalham deste modo.

– Evite contato próximo com pessoas doentes.

– Se você ficar doente, fique em casa e limite o contato com outros, para evitar infectá-los.

Fique atento aos sintomas da gripa H1N1 (Foto: Abril)

Fique atento aos sintomas da gripa H1N1 (Foto: Abril)

Sintomas da H1N1

Quais são os sintomas da gripe suína?

Os sintomas são normalmente similares aos da gripe comum e incluem febre, letargia, falta de apetite e tosse. Algumas pessoas com gripe suína também tiveram coriza, garganta seca, náusea, vômito e diarreia

Há vacinas específicas para a gripe suína? Sim. Inclusive a OMS (Organização Mundial da Saúde) faz um planejamento pensando em quais os vírus Influenza devem circular no hemisfério sul e norte com base no levantamento feito de com pacientes já infectados.

Como todo ano há uma atualização, a vacina muda e neste ano o produto vai proteger contra H1N1, H3N2 (ambos vírus da Influenza A) e uma cepa da Influenza B. A mudança é que vamos estar mais protegidos contra o vírus que anda circulando principalmente no estado de São Paulo.

Como será a vacinação na rede pública?

Campanha nacional de vacinação contra o H1N1 começa dia 30 de abril (Foto: Abril)

Campanha nacional de vacinação contra o H1N1 começa dia 30 de abril (Foto: Abril)

A campanha nacional de vacinação contra o vírus H1N1 começa oficialmente no dia 30 abril e vai até o dia 20 de maio. O ministério da Saúde vai repassar até o dia 15 de abril a quantidade de 25,6 milhões de doses. Só São Paulo, que tem 42 casos de mortes pela doença, vai receber 5,7 milhões.

De acordo com o órgão federal, é o governo estadual que vai definir quais cidades são prioridades e essa escolha é feita com base em relatórios que apontam o número de casos da doença e onde ela pode retornar novamente. Por isso, fique atento ao calendário do seu município e não deixe de tomar a vacina, principalmente se você fizer parte do grupo prioritário.

Leia mais informações sobre: Gripe Suína: Doença que Pode Matar

Como é o tratamento do H1N1?

Para cuidar e tratar da doença, o paciente vai ter que ser paciente. Quando o mesmo é diagnosticado pela doença, ele é levado ao médico para fazer um tratamento específico, envolvendo boa hidratação, repousar e tomar remédios como o antiviral específicos, sempre prescrito pelo médico. Entres os remédios está o Oseltamivir, marca conhecida como Tamiflur, que é distribuídos pela rede pública de saúde em unidades básicas de saúdes e hospitais.

Este medicamento na verdade é  específico contra o vírus H1N1 e é indicado para pessoas que correm um maior risco de desenvolver complicações a partir do contágio da doença. Vale lembrar que o paciente precisa tomar o remédio nas primeiras 48 horas a partir dos sintomas já confirmados da doença, assim o remédio deve fazer um efeito melhor. Em alguns casos, o médico também sugere um analgésico para aliviar dores e sintomas.

Quer mais dicas sobre saúde? Então confira nossos outros artigos sobre este e vários temas, fique bem informada (o) aqui no Mundo das Tribos!!!

A categoria Saúde do portal Mundodastribos.com é um espaço informativo de divulgação e educação sobre os temas relacionados à saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento, sem antes consultar um profissional de saúde.

Recomendados para você:

RECEBA OS ARTIGOS VIA EMAIL