Wi-fi nos terminais de onibus em SP

Em agosto de 2011 o Facebook chegou a marca de 30 milhões de usuários só no Brasil, ultrapassando o Orkut, que até então era…

Por Élida Santos em 30/12/2011

A Trans SP irá disponibilizar acesso à internet por meio de Wi-Fi nos terminais de ônibus (Foto: Divulgação)

Em agosto de 2011 o Facebook chegou a marca de 30 milhões de usuários só no Brasil, ultrapassando o Orkut, que até então era a rede social com o maior número de brasileiros inscritos. Especialistas atribuem o crescimento de perfis em redes sociais a democratização da internet, que hoje pode ser acessada por meio de celulares, que inclusive possuem o serviço de captação de sinal sem fio. Outro fator importante para a ampliação de acesso à internet é a disponibilidade da rede sem fio gratuita em espaços públicos, ou com grande circulação de pessoas, como está acontecendo em São Paulo.

A SP Trans, empresa de transporte urbano ligada a prefeitura da capital paulista, vai disponibilizar internet gratuita nos terminais rodoviários da cidade, por meio do sistema Wi-Fi. Os usuários que tiverem aparelhos celulares, computadores e notebook com o sistema de captação de rede sem fio, poderão usufruir da novidade, mesmo não estando nos terminais de ônibus, bastando estar aos arredores do local. O projeto-piloto começou a ser implantado, e a o Terminal Santo Amaro, localizado na zona Sul de São Paulo, já conta com o serviço de internet gratuita.

O serviço já está disponivel no Terminal de Santo Amaro (Foto: Divulgação)

Em janeiro de 2012 o projeto deverá atender as estações Sacomã (que também fica na Zona Sul da cidade) e da Lapa (localizada na Zona Oeste). A SP Trans pretende transformar todos os 27 terminais rodoviários que estão sob a sua administração em locais de acesso a internet gratuita. De acordo com Alex Pelegi, coordenador do núcleo de comunicação da Secretaria Municipal de Transportes, os testes para a implantação  permanente da internet sem fio nos terminais rodoviários devem durar em torno de dois meses, depois desse período, um relatório ser elaborado para apontar se o suporte técnico oferecido e o serviço foram suficiente para atender os passageiro.

Para ter acesso à internet nos terminas rodoviários é necessário se cadastrar (Foto: Divulgação)

No começo, a internet irá oferecer 4 GB de velocidade, porém, a intenção da empresa que administra o projeto é que esse número aumente para 6 GB. Para acessar a internet com o seu aparelho celular, tablet, notebook e smartphone é preciso realizar um cadastro onde você terá que informar o número do CPF. Por enquanto, o acesso será liberado por 15 minutos, podendo ser utilizado novamente depois de uma hora. Downloads de conteúdo “pesado” e acesso a itens pornográficos serão bloqueados. Se o projeto for bem-sucedido no período de testes será aberta uma licitação para escolher uma empresa para administrar a rede nos terminais.

Top