Veja imagens de momento do resgate dos beagles

Mais ou menos cem ativistas invadiram o laboratório Instituto Royal, localizado em São Roque, a 59 km de São Paulo, na madrugada desta sexta-feira,…

Mais ou menos cem ativistas invadiram o laboratório Instituto Royal, localizado em São Roque, a 59 km de São Paulo, na madrugada desta sexta-feira, 18 de outubro. O grupo, que era formado por integrantes de diversas ONGs em proteção dos animais, chegou ao local depois de algumas denúncias de testes químicos realizados em cachorrinhos da raça beagle.

Cachorro sendo resgatado (Foto: Divulgação)

Ativistas ficaram na porta do estabelecimento até polícia chegar

Os ativistas passaram dos três andares do prédio e recolheram os animais, levando os bichinhos para fora do local que estavam presos. De acordo com eles, havia ao menos um cachorro morto e outros estavam com os pelos raspados, para efeito de testes. Boa parte das instalações foram depredadas durante a invasão.

A ação começou às 1h30 por manifestantes que existem vários dias estavam acampados na frente do prédio. Muitos ativistas se acorrentaram no portão. A Polícia Militar impediu que o grupo deixasse o local, mas muitos ativistas já tinham saído do lugar levando animais em seus veículos.

Ativistas levaram alguns cães embora (Foto: Divulgação)

A polícia foi acionada pelos ativistas que relataram que animais estavam sendo sacrificados de forma cruel. Gritos e choros de animais foras escutados para as pessoas. A gerente-geral do Instituto Royal, Sílvia Ortiz, que registrou boletim de ocorrência contra a invasão da empresa por ativistas ligados à associações protetoras dos animais.

O Instituto Royal afirma que não fez nada contra a lei para ter esse tipo de ação de invasão como justificativa. Além disso, a empresa alega que esse tipo de coisa só impede que as companhias façam pesquisas no Brasil.

 

Vídeo mostra momento de resgate

Confira a seguir um vídeo que caiu na internet e mostra o momento em que alguns ativistas foram buscar os animais que estavam, supostamente, sofrendo maus-tratos. Nas redes sociais as imagens estão circulando e um pedido para que as pessoas não devolvam os animais que acabaram sendo levados pelos ativistas antes da chegada da polícia, não seja devolvido:





•••


Top