Unesco elege o Brasil para integrar o Conselho Executivo

O Brasil foi eleito para compor o Conselho Executivo da Organização das Nações Unidas  para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco). A divulgação foi…

O Brasil foi eleito para compor o Conselho Executivo da Organização das Nações Unidas  para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco). A divulgação foi do ministério das Relações Exteriores nesta quarta-feira (02). Segundo o anúncio, o mandato deve ser de pouco mais de 4 anos (2011-2015).

O Conselho hoje é composto de 58 países, os quais devem cumprir a missão de acompanhar a execução do programa de trabalho e do orçamento da instituição. A Itamaraty afirmou: “a candidatura brasileira ao Conselho Executivo reflete a importância atribuída pelo país à Organização em seu papel de promotora de uma cultura da paz, do diálogo de civilizações e da diversidade cultural. O Brasil continuará, no Conselho Executivo, a defender a relevância do mandato da Unesco em educação, ciência e cultura, com ênfase na intensificação da cooperação em beneficio do mundo em desenvolvimento”.

Em represália a aprovação da Palestina como um dos membros da Unesco, os Estados Unidos parou de apoiar financeiramente o órgão. Na segunda-feira (31), a Palestina entrou para a bancada dos membros com 107 votos das 173 nações participantes, entre elas o Brasil. Os EUA junto a outros 13 países deram seu voto contra e 52 se abstiveram.

A Unesco perde, com a saída da contribuição norte-americana, 22% de seu orçamento total, que corresponde aos 70 milhões de dólares anuais fornecidos pelos EUA.

O Brasil além de apoiar com seu voto a participação da Palestina como membro da Unesco, Dilma Rousseff defendeu-a no reconhecimento como nação no discurso de abertura da ONU, em setembro.

Top