Trocando o Dia pela Noite: Fazer Todas as Atividades no Período Noturno é Preferência de Alguns

Um dos ensinamentos infantis mais básicos – e uma das broncas juvenis mais frequentes – diz respeito a um dos horários mais célebres de…

Trocando o dia pela noite

Trocando o dia pela noite

Um dos ensinamentos infantis mais básicos – e uma das broncas juvenis mais frequentes – diz respeito a um dos horários mais célebres de nossa existência: a noite foi feita pra dormir. Isso está tão enraizado em nossa cultura que um dos ditos populares mais famosos diz que “Deus ajuda quem cedo madruga”. O problema é que esses costumes parecem defasados de acordo com os tempos atuais.

Trocar o dia pela noite é parte da rotina de muita gente. Como diz uma matéria publicada na Revista Viva Saúde, vivemos hoje em uma sociedade 24 horas, onde há cada vez mais serviços oferecidos sem interrupção. E dentre estes transgressores de ensinamentos populares estão trabalhadores noturnos e aqueles que o fazem por uma escolha própria, seja ela uma preferência pessoal ou genética. Esses são os notívagos, que segundo o portal IG, representam de 5% a 7% da população brasileira.

O que é ser notívago?

Como explica o portal IG ser notívago não significa ser insone. Pelo contrário: notívagos dormem bem e são produtivos quando seguem o seu relógio biológico. Geralmente alegam que encontram na madrugada um horário adequado para cuidar de seus assuntos com mais tranquilidade e sem interrupções, mas é claro que nem sempre isso é muito fácil, ainda mais tendo de lutar para acompanhar horários incompatíveis com o seu organismo. Afinal o horário comercial pertence aos matutinos.

Os problemas em trocar o dia pela noite

No que pode render essa contrariedade? De acordo com as palavras de Luiz Menna-Barreto, especialista em Cronobiologia da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo para o portal IG, problemas como alterações de humor e do sono, assim como problemas na digestão e até mesmo hipertensão.

Riscos de trocar o dia pela noite.

Problemas de trocar o dia pela noite

Estes problemas estão descritos de forma mais detalhada em reportagem da Revista Viva Saúde embora o seu tom seja bem mais alarmista. Seu foco é voltado essencialmente para os notívagos por obrigação: segundo ela, pesquisas demonstram que o sono durante o dia vem em menor qualidade pois costuma ser mais fragmentado e as consequências são imediatas: fadiga e sonolência, déficit de atenção e predisposição a problemas metabólicos e cardiovasculares. A hipertensão e os problemas cardíacos podem ser explicados pelo aumento de catecolaminas (substâncias estressoras) no organismo e pela falta do descanso fisiológico para o sistema cardiovascular.

Leia Também:  Queda de Cabelos por Estresse

Isso sem esquecer os problemas com vida social, já que os matutinos são a maioria esmagadora.

Como minimizar estes problemas?

Veja algumas orientações dadas pela Viva Saúde que podem ajudar o notívago por gosto ou por obrigação a minimiza os possíveis danos ao seu organismo:

  • Regularidade é importante: durma sempre nos mesmos horários para assim afetar menos o seu relógio biológico.
  • A regularidade também vale para a alimentação: faça as três refeições mais importantes do dia em horários adaptados.
  • Não descuide de sua alimentação: vegetais ricos em fibra, frutas e pouca gordura, são essenciais.
  • Deixar o quarto escuro, silencioso e arejado garante um sono mais proveitoso. Peça a colaboração de sua família para isso.
  • Caso você seja um trabalhador noturno, pode ser adequado tirar um cochilo algumas horas antes de ir trabalhar.
  • Evite as bebidas estimulantes como café, refrigerantes com cafeína e chá preto, seja durante o trabalho ou antes de dormir.
E então, gostou das dicas? Tome cuidado com os riscos e tenha uma boa noite de sono!

Top