SUS terá manifestações e paralisações nesta terça-feira

Estão previstas, na terça-feira (25), paralisações e manifestações de médicos que atendem pela rede pública de saúde. Coordenado pela comissão Pró-SUS e composto por…

Estão previstas, na terça-feira (25), paralisações e manifestações de médicos que atendem pela rede pública de saúde. Coordenado pela comissão Pró-SUS e composto por representantes do Conselho Federal de Medicina (CFM), da Associação Médica Brasileira (AMB) e da Federação Nacional dos Médicos (Fenam), estes protestos servem para denunciar más condições de trabalho e baixa remuneração oferecidas a seus profissionais.

O tempo de duração previsto para a suspensão do atendimento é de em média 24 horas. Vinte e um estados já confirmaram que vão aderir: Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Sergipe. No Piauí, a paralisação deve durar três dias. Já Santa Catarina e São Paulo devem ter manifestações e paralisações pontuais, com duração de uma hora.

Os números a respeito da mobilização serão divulgados amanhã em Brasília, pela Comissão Pró-SUS, além de outros dados a respeito de remuneração, equipamento precário e falta de investimento na rede pública de saúde.

Atendimentos de urgência e emergência serão prestados em todos os Estados, independente da paralisação.

Top