Síndrome de Capgras: entenda o problema

A síndrome de Capgras é também chamada de delírio de Capgras ou erro de identificação ilusória, trata-se de uma desordem psiquiátrica muito rara, onde o doente acredita que os familiares, cônjuges e amigos e até mesmo os animais de estimação são substituídos por sósias. Saiba mais sobre o assunto e entenda a síndrome de Capgras.

A síndrome de capgras faz que a pessoa veja outras como sósias. (Foto: divulgação)

Causas da síndrome de Capgras

Existem muitas teorias sobre o funcionamento da síndrome de Capgras, algumas mais prováveis que as outras. A visão psicoanalitica é que a síndrome talvez seja resultado de um desejo sexual por um dos pais e ciúme do outro. Os portadores dessa síndrome devem tentar resolver a culpa em relação as circunstância e identificar o pai e a mãe como uma sósia parental. Outras teorias relacionam a síndrome de Capgras com sentimentos reprimidos.

Alguns pesquisadores acreditam que a síndrome é resultado de alguma coisa errada com o cérebro ou causa orgânica. Eles procuram lesões cerebrais, sinais de atrofia e outras disfunções cerebrais.  Apesar de a doença ser vista com transtornos psicóticos, mais de um terço dos pacientes apresentam sinais de traumatismo e muitas doenças orgânicas como epilepsia ou Alzheimer.

É preciso tratar a síndrome de capgras. (Foto: divulgação)

Síndrome de Capgras pode gerar violência

Muitos relatos afirma que os portadores da síndrome de Capgras tendem a ser mais violentos. Segundo especialistas, houve um caso em que um homem pensou que seu pai tinha sido substituído por um robô e cortou o pescoço do mesmo para procurar provas de que ele era um robô.

As pessoas violentas com síndrome de Capgras também são diagnosticadas com distúrbios psicóticos, com esquizofrenia. Muitas pessoas acham que os esquizofrênicos são violentos e perigosos, mas os casos de violência são ultrapassam os da população em geral.

Alguns estudos mostram ainda que pessoas cegas com síndrome de Capgras faz com que o indivíduo tenha ilusão à voz da pessoa, pensando que é a voz de um impostor e não o rosto, por isso talvez não seja um problema de processamento facial. Outros estudos mostram que a pessoa para quem estavam olhando era impostora, mas que reconhecem a voz do mesmo no telefone.

A pessoa pode se tornar agressiva. (Foto: divulgação)

A síndrome de Capgras é um problema raro mais que pode comprometer a saúde mental dos indivíduos acometidos. É preciso ficar atento para os sinais da doença para que seja tratada. O ideal é consultar um médico psiquiatra para avaliar o caso e indicar o tratamento correto para a síndrome. Nenhum sinal ou sintoma deve ser subestimado para evitar maiores consequências.

Reply