Silicone suspeito de causar câncer

A prótese de silicone pode aumentar o risco de câncer. Já faz um tempo que médicos alertam a população de que o silicone nos…

Por Editorial MDT em 26/12/2011

A prótese de silicone pode aumentar o risco de câncer.

Já faz um tempo que médicos alertam a população de que o silicone nos seios pode aumentar o risco de desenvolver câncer de mama. Com a manifestação da França, durante esse mês, o aviso tornou-se mais alarmante, deixando mulheres com medo e em dúvida.

☰ CONTEÚDO

O risco de desenvolver um tumor após cirurgia

Antes do alerta francês, um órgão americano que controla os remédios e os alimentos, a Food and Drug administration (FDA), já havia alertado a respeito do aumento do risco em desenvolver câncer de mama nas mulheres que realizaram cirurgia para o aumento dos seios. A mesma empresa orientou que o risco é muito maior dentre os tipos de próteses que sejam compostas por substâncias salinas ou mesmo as que contenham silicone acima do valor recomendado.

Independentemente da razão que levou a paciente a colocar implantes de silicone nos seios, seja por uma questão estética ou para uma reconstrução, o risco para o desenvolvimento para câncer de mama é o mesmo.

O câncer mais comum

A preocupação é ainda maior quando se observa o tipo de câncer que se desenvolve em muitas mulheres que possuem próteses mamárias. É mais comum o aparecimento de linfoma anaplásico de grandes células. Este é um tipo de câncer raro e grave, que acomete o sistema imunológico. Normalmente é caracterizado por uma doença sistêmica, mas nos casos de implantes, ele cresce na cápsula do tecido cicatrizado que se forma ao redor do implante das próteses.

Esse tipo de câncer foi descoberto após a averiguação de que algumas mulheres apresentaram manifestações logo após a realização da cirurgia. Os sinais e sintomas mais comuns nesse momento são:

  • Aparecimento de nódulos;
  • Mamas muito dolorosas;
  • Assimetria entre os seios (um seio maior que o outro);
  • Acúmulo de líquidos ao redor do implante;
  • Grande inchaço mamário.

Prevenção e tratamento

A principal forma de prevenção é ficar atenta as possíveis manifestações que podem surgir após a cirurgia.

Muitos casos que surgiram conseguiram ser tratados com sucesso, pois foi descoberto o tumor logo no início. Quando isso ocorre, a primeira conduta a ser tomada pelo médico é retirar as próteses, impedindo a proliferação da neoplasia. Infelizmente nem todo caso diagnosticado pode ser tratado dessa forma, necessitando, algumas vezes, a realização de radioterapia e quimioterapia.

Antes de tomar qualquer decisão, procure orientação de um especialista para, juntos, avaliarem as possíveis vantagens e desvantagens da realização da cirurgia de implante de silicone.

 

O risco é maior em próteses compostas por substâncias salinas ou que contenham silicone acima do valor recomendado.

Top