Segundo estudo sono tende a melhorar com a idade

Imagem: (Foto Divulgação) Um estudo conduzido por cientistas americanos, revela que dificuldades para pegar no sono pode não estar integrado à idade. De acordo…

Imagem: (Foto Divulgação)

Um estudo conduzido por cientistas americanos, revela que dificuldades para pegar no sono pode não estar integrado à idade. De acordo com as decorrências da análise  o sono tende a melhorar com o passar dos anos. A pesquisa completa foi publicada na edição de março da revista Sleep.

Os estudo que foi realizado na Universidade de Pensilvânia, nos Estados Unidos, contou com a participação de 155.877 americanos, os quais foram interrogados sobre distúrbios do sono e cansaço diário. Sendo investigados ainda outros fatores, como, tipo de pele, educação, humor e renda. Todos as informações foram avaliadas posteriormente pelos especialistas.

Problemas de saúde e depressão foram aparentemente ligados ao sono ruim, e as mulheres de todas as idades afirmaram mais distúrbios do sono e cansaço do que os homens. Foi notado ainda um pequeno acréscimo de problemas em dormir durante a meia idade – mais por parte das mulheres do que pelos homens. Mas fora isso, a qualidade do sono melhorou expressivamente com o passar dos anos.

O maior número de queixas foi de jovens entre 18 e 24 anos. Cerca de 25% das mulheres e 18% dos homens. Já os entrevistados, mais velhos numa faixa de 75 e 80 anos, foram os que menos se queixaram. Pouco mais de 17% das mulheres e 15% dos homens se queixaram de algum problemas com sono.

De acordo com o chefe da análise, Michael Grandner, a finalidade inicial da análise era admitir, questionando um grande número de indivíduos que os distúrbios do sono estão relacionados à idade. No entanto, as decorrências derrubaram a teoria e evidenciaram que a dificuldade em dormir é menos percebida em pessoas mais velhas. “Isso é uma resposta à prática clínica de ignorar as queixas de sono dos idosos, considerando ser parte normal do envelhecimento”, diz Grandner.

Leia Também:  Dormir corretamente pode evitar problemas de saúde

 

Top