São Paulo tenta Manter Tabu Histórico Contra o Ceará em Casa e Chegar à Liderança

São Paulo tenta Manter Tabu Histórico Contra o Ceará em Casa e Chegar à Liderança

Tricolor venceu os seis jogos que fez contra os cearenses no Morumbi. Vitória no sábado pode deixar a equipe na ponta da tabela […]

Por Redacao em 16/09/2011

O jovem Lucas é a principal esperança de gols da torcida são-paulina para sábado

Animado com a possibilidade de terminar a rodada na liderança do Brasileirão, o São Paulo enfrenta o Ceará, sábado, às 18h, no estádio do Morumbi. Para ser líder, além de derrotar a equipe cearense, o Tricolor torce também pela derrota do Corinthians e empate do Vasco.

O que joga a favor do time do Morumbi é o excepcional retrospecto que possui diante do Ceará. Em toda a história, o São Paulo nunca foi derrotado pelos cearenses jogando em casa: são seis vitórias em seis jogos. O duelo mais recente aconteceu pela primeira fase da Copa Sul-Americana deste ano, quando o São Paulo venceu por 3 a 0.

Mesmo com o histórico sendo totalmente favorável, o lateral paraguaio Piris prefere adotar um discurso cauteloso antes da partida. “Não tem time pequeno aqui no Brasileirão. Temos de trabalhar, pois todos os jogos são complicados. Vamos tentar fazer a nossa parte e depois ver o que acontece com os outros. Temos de ganhar o nosso jogo”, disse ele.

A principal baixa do Tricolor para o jogo é o atacante Dagoberto, suspenso. Sem poder contar com o artilheiro do time na temporada, o técnico Adilson Batista ainda não definiu se escala Henrique ou William José no comando do ataque.  A boa notícia para o treinador é que o departamento jurídico do clube recorreu da suspensão do volante Carlinhos Paraíba e obteve na sexta-feira um efeito suspensivo junto ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Assim, Carlinhos vai para o jogo.

Ceará de técnico novo

No Vozão, a novidade fica por conta da estreia do treinador Estevam Soares, contratado pela equipe cearense na última semana. Em relação ao time que encara o São Paulo, o treinador deve sacar o zagueiro Edmílson e o lateral-esquerdo Egídio, e promover os retornos de Fabrício e Vicente. Além disso, Rudnei e Boaideiro brigam por uma vaga entre os titulares.

Ficha técnica

Sábado, às 18h, no Estádio do Morumbi

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Piris, João Filipe, Rhodolfo e Juan; Wellington, Casemiro, Denilson e Cícero; Lucas e Henrique (Willian José). Técnico: Adilson Batista.

CEARÁ: Fernando Henrique; Fabrício, Heleno e Thiago Matias; João Marcos, Michel, Rudnei, Thiago Humberto e Vicente; Osvaldo e Washington. Técnico: Estevam Soares

Top