Vasco arranca empate contra o Atlético-PR, mas não reassume a liderança

Equipe cruzmaltina sai perdendo por 2 a 0, reage na etapa final e consegue o empate graças ao faro de artilheiro do atacante Elton

Por Redacao em 13/10/2011

Elton entra durante o jogo, marca dois gols e garante o empate para o Vasco

O Vasco se superou e arrancou o empate contra o Atlético Paranaense em 2 a 2, na Arena da Baixada. Depois de um bom primeiro tempo, o Furacão abriu 2 a 0, com gols de Paulo Baier e Guerrón. Porém, o atacante Elton saiu do banco de reservas e com dois gols garantiu o empate para os vascaínos na segunda etapa.

Com o resultado, o Vasco chega aos mesmos 51 pontos do Corinthians, mas perde no número de vitória. Já o Furacão se complica ainda mais e permanece na zona do rebaixamento.

Furacão domina a primeira etapa

Com pretensões distintas na competição, Atlético Paranaense, na zona do rebaixamento, e Vasco, vice-líder, fizeram um jogo bastante movimentado desde os primeiros minutos na Arena. Logo aos dois minutos, Felipe cruzou e Alecsandro cabeceou fraco no meio do gol para defesa segura de Renan Rocha. A resposta rubro-negra veio aos quatro, em cobrança de falta. Paulo Baier bateu de longe com violência e Fernando Prass espalmou para o lado.

Atuando em casa e necessitando desesperadamente da vitória, o Furacão entrou em campo com uma marcação bem eficiente, não oferecendo espaços para os meias vascaínos articularem jogadas ofensivas. Com Éder Luis e Diego Souza bem marcados, o time vascaíno errava muitos passes no campo de ataque.

Porém, bastou um vacilo do Atlético para que o Vasco criasse a oportunidade mais perigosa do jogo, aos 11. Éder Luis dominou pelo lado esquerdo e finalizou colocado no ângulo, mas a bola explodiu no travessão.

Atlético sai na frente

Quatro minutos depois, o Furacão foi mortal no ataque e abriu o marcador. Paulinho cruzou do lado esquerdo, a bola atravessou toda a área e chegou até Wagner Diniz. O lateral cruzou rasteiro, Paulo Baier se antecipou aos zagueiros e com um leve desvio superou o goleiro Fernando Prass.

Com o lado esquerdo do Vasco desprotegido, o lateral Wagner Diniz deitava e rolava nas costas de Felipe, mal na partida.

O gol empolgou o Atlético, que foi para cima do Vasco. Paulo Baier deu excelente lançamento do meio de campo e a bola encontrou Guerrón, sozinho na área. Entretanto, o atacante tentou bater de primeira, mas pegou muito mal na bola.

Porém, aos 23, Guerrón não perdoou. Wagner Diniz, bem na partida, deu mais um cruzamento preciso e colocou a bola na cabeça do atacante equatoriano. Sozinho, Guerrón, de peixinho, testou sem chances para Fernando Prass: 2 a 0 Furacão.

Perdidos em campo, os jogadores vascaínos erravam muito e não conseguiam se desvencilhar da marcação imposta pelo Furacão. Diego Souza e Alecsandro seguiam apagados em campo e não contribuíam com o setor ofensivo cruzmaltino.

Jogo recomeça com Furacão melhor

A etapa final teve início com o Furacão no ataque. Antes do primeiro minuto, Dedé falhou na defesa e perdeu a bola Para Heracles. O jogador atleticano chutou cruzado, Morro Garcia desviou, mas a bola foi para fora. Dois minutos depois, Guerrón fez ótima jogada individual, deu um lindo drible em Dedé, mas na hora da finalização foi travado pela zaga.

O Furacão continuava a todo vapor. Aos seis minutos, Wagner Diniz cruzou com precisão para Morro Garcia chegar completando de carrinho e mandar a bola para fora.

Mesmo em desvantagem no placar, o time vascaíno seguia tendo as mesmas dificuldades encontradas no primeiro tempo e errava muitos passes. Somente aos 11 minutos, o time da colina criou sua primeira chance na segunda etapa. Elton recebeu a bola dentro da área, bateu com categoria, mas acertou a trave.

O Vasco colocou a bola no chão e, aos poucos, começava a envolver a zaga atleticana, com boas triangulações pelos lados do campo. Por sua vez, o Furacão recuou demais e chamou o Vasco para seu campo.

Elton entra e desequilibra

E não demorou muito para a equipe carioca diminuir. Diego Souza cruzou na área e Elton, sozinho, completou de primeira para vencer o goleiro Renan Rocha.

Depois do gol do Vasco, a partida ganhou em emoção e o time carioca permanecia no campo de ataque com a bola nos pés, trocando passes de um lado para o outro na tentativa de transpor a zaga atleticana. Aos 25, a bola foi mal recuada para o zagueiro Renan Rocha e Elton, ligado no jogo, quase empatou.

Aos 32, nova oportunidade desperdiçada pelos cariocas. Diego Souza ajeitou para Eder Luis, que invadiu a área e meio desequilibrado finalizou para fora. O Vasco permanecia em cima e dois minutos depois Renan Rocha salvou o Atlético depois de chute de Fagner.

Mas, aos 34, Renan não conseguiu segurar. Eder Luis avançou pelo lado esquerdo, cruzou e Elton, no meio da área, dominou e bateu para deixar tudo igual.

Vivo na partida, o Atlético perdeu gol incrível, aos 38. Paulo Baier cobrou escanteio na área, o ataque desviou no primeiro pau e Rafael Santos embaixo do gol finalizou para fora. Aos 47, Eder Luis ainda teve uma boa oportunidade para virar o jogo, mas parou nas mãos de Renan Rocha.

Top