Saiba quais são os cuidados necessários nos cruzeiros marítimos Saiba quais são os cuidados necessários nos cruzeiros marítimos

Saiba quais são os cuidados necessários nos cruzeiros marítimos

As viagens em cruzeiros marítimos estão se tornando cada vez mais populares entre os brasileiros, principalmente porque conta com tarifas acessíveis e ótimas condições…

Por Isabella Moretti em 23/11/2011

As viagens em cruzeiros marítimos estão se tornando cada vez mais populares entre os brasileiros, principalmente porque conta com tarifas acessíveis e ótimas condições de pagamento. No entanto, antes de se aventurar pelo mar em roteiros nacionais e internacionais, é necessário obter algumas informações úteis.

As operadoras de cruzeiro costumam instruir os tripulantes sobre os cuidados antes e durante a viagem. A ideia consiste em tornar tudo o mais confortável o possível para as pessoas, evitando problemas de segurança, saúde e documentação. Quem vai viajar em um cruzeiro pela primeira vez deve ficar ainda mais atento as recomendações.

Cruzeiros marítimos: dicas e cuidados

Reservas antecipadas: melhor forma de garantir um lugar no cruzeiro, ao passo que a aproximação da data de partida significa menor número de vagas disponível.

Itens inclusos no pacote de cruzeiro: depende muito da proposta da operadora, mas normalmente consta o transporte marítimo, algumas refeições e acomodações.

Bagagem: tenha atenção redobrada na hora de arrumar as malas para o cruzeiro, preferindo organizar os medicamentos numa bagagem de mão para não dificultar o acesso. As malas devem estar etiquetadas para ser despachadas com segurança.

– Embarque: procure chegar com pelo menos uma hora de antecedência e evite os atrasados ao embarcar. Os tripulantes devem ainda portar toda a documentação necessária para ocupar a cabine reservada e usar roupas leves para não se sentir desconfortável. Em caso de dúvidas na hora de embarcar, peça ajuda a um funcionário.

Segurança: há operadoras que realizam o treinamento a bordo com os tripulantes, ensinando dessa forma como se comportar em casos de emergência.

Cabine: a cabine do tripulante consta no bilhete de embarque, podendo assim ser externa ou interna.

Taxas portuárias: os gastos com o cruzeiro vão além do pacote, afinal, o tripulante precisa arcar com as tarifas fixadas pelas companhias marítimas. O valor reflete os impostos e taxas cobradas pelo Governo.

Desembarque: na última noite de expedição marítima, as bagagens precisam estar devidamente arrumadas. Tenha o cuidado para não esquecer nenhum objeto pessoal na cabine e aguarde o processo de desembarque do navio, que costuma acontecer em grupos.

Atividades do cruzeiro: cada navio possui uma programação com opções de lazer e entretenimento que satisfazem todas as idades. O tripulante terá acesso a um informativo sobre as atividades a bordo e poderá participar caso seja do seu interesse. Aproveite as piscinas, academias e restaurantes.

Saúde: o movimento do navio é responsável por deixar muitas pessoas enjoadas, por isso é recomendado levar um remédio que ajude a conter esse problema. O balanço constante pode durar várias horas e isso causa mal-estar. É recomendado também que os tripulantes não exagerem nas bebidas alcoólicas. Nas áreas ao ar-livre do navio, tenha o cuidado de usar protetor solar.

Top