Ronco traz mais risco de ataque cardíaco do que o cigarro

Élida Santos 01/04/2013 Bem Estar

As pessoas que estão acostumadas a roncar durante a noite fazem parte de um grupo de risco que reúne um agravante a ter ataques cardíacos e AVC (Acidente Vascular Cerebral) em índices maiores do que obesos, fumantes, ou pessoas com colesterol alto. Um estudo apontou que emitir barulhos enquanto se dorme não é um bom sinal, já que pode ser um indicio de que você é mais propenso a ter anormalidades na artéria carótida, que fornece sangue oxigenado ao cérebro. As informações são do Daily Mail.

Leia mais sobre: Mitos e verdades sobre ronco

O ronco faz mal à saúde (Foto: Divulgação)

Homens roncam mais que mulheres

Roncar enquanto se dorme a condição causa endurecimento das artérias, o que aumenta as chances de hemorragias cerebrais e ataques cardíacos, de acordo com os cientistas. Quem está acima do peso tem mais chances de roncar durante o sono. No entanto, de acordo com a pesquisa, quase 40% dos homens e 24% das mulheres costumam emitir o barulho durante o sono.

Pesquisa norte-americana mostra gravidade de ronco para o coração

Há muitos anos, pesquisadores estabeleceram uma relação entre o ronco durante o sono e as doenças cardiovasculares, como por exemplo, ataques cardíacos e derrames, além das complicações respiratórias. Mas agora estudiosos apontam novos agravantes para problemas do coração e que essas complicações podem ser muito mais graves à saúde do que as pessoas que roncam podem imaginar. O levantamento apresentado na reunião de Combined Sections Meeting of the Triological Society, no Arizona, apontou que as vibrações do ronco podem causar trauma e consequente inflamação na artéria carótida.

Problemas com ronco faz mais mal do que você pode imaginar (Foto: Divulgação)

Saiba mais sobre: Ronco infantil: como tratar

O estudo levou em consideração a vida de 54 pacientes com idade entre 18 e 50 anos para chegar aos resultados. Eles responderam a um questionário sobre ronco e passaram por uma avaliação clínica para medir a espessura das artérias. Os resultados dos testes mostraram que pacientes que roncavam tinham as artérias carótidas significativamente mais espessas do que as pessoas com sono considerado calmo.

Outros artigos

Tintas Suvinil Colortest

17/08/2009

Tintas Suvinil Colortest

Você já ouviu falar do Suvinil Colortest? Não? Para quem não conhece o Colortest é um produto muito prático e acessível, que foi desenvolvido para facilitar a e...