Programa Start-UP Brasil: saiba mais

Originário dos Estados Unidos, o conceito startup agrega empresas de pequeno porte, recém-criadas ou em fase de constituição, que são ligadas à pesquisa e…

Originário dos Estados Unidos, o conceito startup agrega empresas de pequeno porte, recém-criadas ou em fase de constituição, que são ligadas à pesquisa e ao desenvolvimento de novos produtos e serviços. Além disso, esses grupos apresentam baixo custo de manutenção e possuem um forte potencial para a geração de lucros.

Empresas de base tecnológica, por exemplo, geralmente apresentam esse tipo de perfil. Com modelos de negócios diferenciados, elas oferecem a possibilidade de um amplo crescimento e em um curto espaço de tempo.

Conheça alguns cuidados ao abrir uma startup.

Com modelos de negócios diferenciados, as empresas startup oferecem a possibilidade de um amplo crescimento e em um curto espaço de tempo. (Foto: Divulgação).

Os startups começaram a se tornar alvo dos empreendedores principalmente na década de 80, quando profissionais que iniciaram suas empresas de maneira “acanhada” começaram a fazer fortuna. Este é o caso da Apple, por exemplo, que após um início incerto se consolidou no mercado e hoje é uma das maiores marcas do planeta.

No Brasil, os sites Buscapé e Peixe Urbano também são exemplos de startups que fizeram sucesso, mostrando que o conceito já ganhou espaço território nacional.

Programa Start-UP Brasil 2013

As empresas selecionadas pelo programa receberão apoio por um período de seis meses a um ano para amadurecer seus projetos e ter condições de brigar por espaço no mercado. (Foto: Divulgação).

Para fomentar ainda mais o setor, foi lançado, na última quinta feira (21/03), pelo ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, o edital do programa Start-UP Brasil 2013, que vai selecionar cem empresas de base tecnológica para receber recursos públicos e privados.

Os grupos escolhidos receberão apoio por um período de seis meses a um ano para amadurecer seus projetos e ter condições de brigar por espaço no mercado. Além dos recursos públicos e privados, eles também terão o apoio de nove aceleradoras: 21212, Aceleratech, Papaya, Pipa, Acelera MG, Outsource Brasil, Start You Up, Microsoft e Wayra.

Veja também: Microfranquias para investir – saiba mais.

Podem participar do programa empresas brasileiras e estrangeiras com, até, três anos de existência. (Foto: Divulgação).

Criado pelo Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação, o projeto faz parte do Programa Estratégico de Software e Serviços da Informação, que tem como base pilares como: desenvolvimento econômico e social; produção científica, tecnológica e de inovação; competitividade; inovação e empreendedorismo e posicionamento internacional.

Podem participar do Start-UP Brasil 2013 empresas brasileiras e estrangeiras com, até, três anos de existência, que atuem no desenvolvimento de produtos e serviços inovadores e usem ferramentas de softwares de TI.

Cada startup escolhida receberá R$200 mil para o fomento de pesquisa e recursos que variam de R$20 mil a R$1 milhão para o desenvolvimento do projeto.






Top