Programa Mais Médicos: entenda

Programa Mais Médicos: entenda

Nesta segunda-feira (8), o Governo Federal lançou o Programa Mais Médicos. A iniciativa tem como objetivo aumentar o número de médicos atuantes na rede…

Por Isabella Moretti em 10/07/2013

Nesta segunda-feira (8), o Governo Federal lançou o Programa Mais Médicos. A iniciativa tem como objetivo aumentar o número de médicos atuantes na rede pública de saúde, principalmente nas regiões mais carentes do país. O programa foi instituído através de uma medida provisória assinada por Dilma Rousseff.

Dilma aprovou o programa Mais Médicos. (Foto:Divulgação)

Com a implantação do programa ‘Mais Médico’, o governo prevê abrir 10 mil novos postos de emprego para médicos, principalmente nas áreas mal atendidas do interior e nas regiões de periferia das grandes cidades.

O programa ‘Mais Médicos’ está recebendo um investimento de R$ 2,8 bilhões.

Como funciona o programa ‘Mais Médico’?

O programa ‘Mais Médico’ vai funcionar com várias ações. Ele espera permitir a vinda de profissionais estrangeiros e brasileiros que estudaram Medicina no exterior (sem necessidade de aprovação no Revalida).

Os médicos que participarem do programa receberão bolsa federal de 10 mil reais. A lista de vagas disponíveis por cidade será publicada no dia 26 de julho. O prazo para os médicos escolherem onde querem atuar segue até 28 do mesmo mês.

O ‘Mais Médico’ tem a intenção de criar 11.447 vagas em cursos de medicina até 2017. A formação dos médicos brasileiros também foi modificada: a partir de 2015, a graduação passará a durar 8 anos. Os dois anos adicionais serão voltados para a atenção básica e setores de urgência e emergência.

Os profissionais do programa serão escolhidos até o dia 18 de setembro. (Foto:Divulgação)

O período de formação foi estendido pelo programa ‘Mais Médico’, mas os alunos terão autorização temporária para exercer a medicina. Se trabalharem para o SUS, eles ganharão uma bolsa.

A criação do programa deixou os profissionais de saúde preocupados com a vinda de médicos cubanos para o Brasil. No entanto, o governo afirmou que os médicos brasileiros terão preferência para ocupar as vagas. Os candidatos estrangeiros serão convocados apenas para ocupar as vagas remanescentes.

Ao desembarcarem no Brasil, os médicos estrangeiros passarão por um período de avaliação e treinamento, realizado pelas universidades. Os profissionais somente serão liberados para o trabalho após a aprovação. Durante três anos, os estrangeiros vão atuar com a supervisão de médicos brasileiros.

O programa quer suprir o déficit de médicos no Brasil. (Foto:Divulgação)

O programa ‘Mais Médicos’ terá regras para os estrangeiros. Só poderão participar da iniciativa os candidatos formados em curso de medicina com grade equivalente a do Brasil, que dominem a língua portuguesa e tenham recebido autorização do país de origem para exercer a medicina. A proporção de médicos nos países também é levada em conta na seleção, afinal só podem participar os profissionais oriundos de nações com 1,8 médicos para cada mil habitantes. Esta regra exclui, por exemplo, indivíduos formados na Bolívia, Paraguai e Peru.

Críticas ao programa ‘Mais Médicos’

As entidades médicas estão condenando a vinda de médicos estrangeiros para o Brasil. Elas dizem que a isenção da validação do diploma é uma atitude irresponsável.

Top