Pilates na gestação: entenda as vantagens

O pilates é uma atividade física que combina flexibilidade, força, consciência corporal, relaxamento e respiração. Os exercícios são baseados em movimentos feitos ao mesmo…

Por Editorial MDT em 07/07/2013

O pilates é uma atividade física que combina flexibilidade, força, consciência corporal, relaxamento e respiração. Os exercícios são baseados em movimentos feitos ao mesmo tempo em que se contraí o abdome e os músculos pélvicos. Trata-se de uma excelente atividade para ser feita na gestação. Saiba mais sobre o assunto e entenda as vantagens do pilates na gestação.

O pilates fortalece a musculatura e auxilia no parto. (Foto: divulgação)

Pilates na gestação

Os exercícios para mulheres grávidas  são ótimas opções para fortalecer a musculatura. Durante a gravidez, os músculos abdominais ficam distendidos para se ajustar ao crescimento do bebê, por isso, eles podem ficar enfraquecidos. A musculatura do assoalho pélvico também sofre grande pressão e tende a se alongar e movimentar para baixo da bacia. Em consequência disso, fica difícil contrair os músculos e segurar essa contração.

Se os músculos ficam muito fracos, algumas mulheres apresentam problemas de escapes de urina ao tossir, dar risada e espirrar. No caso da musculatura abdominal, pode haver dor nas costas ou na pelve.

O pilates atua nos músculos abdominais e pélvicos, deixando-os mais fortes. Além disso, alguns exercícios são feitos na posição “de quatro”, que ajuda no alivio da pressão sobre as costas e bacia, além de ser ótima para auxiliar na movimentação do bebê no momento do parto.

A gestante deve praticar pilates com orientação profissional. (Foto: divulgação)

Cuidados ao praticar pilates na gestação

Não é recomendado que a gestante pratique pilates sozinha. Principalmente da metade da gravidez em diante, a grávida só deve fazer exercícios com acompanhamento de um profissional especialista no assunto.

Devido ao crescimento uterino, o centro de cavidade do corpo feminino de desloca para frente e seu eixo de equilíbrio fica alterado. Caso ela não esteja acompanhada, pode correr riscos de cair.

Algumas posições, como de bruços ou deitada com a barriga para cima não são indicadas a partir da metade da gestação. O melhor é procurar uma aula voltada para grávidas, dessa maneira o instrutor saberá corretamente o que fazer. Caso você não consiga, pergunte ao professor se ele tem experiência profissional para trabalhar com as gestantes, pois isso irá ajudar a evitar problemas futuros para mãe e para o bebê.

Vários exercícios de pilates podem ser feitos pela gestante. (Foto: divulgação)

Os benefícios do pilates para a gestante são muitos, já que ele ajuda no fortalecimento da musculatura. Com esses exercícios a gestante pode ter um parto mais tranquilo e seguro. É essencial procurar um profissional capacitado para fazer o pilates, já que quando praticado de maneira incorreta pode comprometer a saúde da criança.

Top