Os cuidados necessários com a pele em cada idade

É possível, mais barato e muito mais saudável prevenir, cuidar enquanto é tempo da sua pele. Os cuidados são diferentes em cada fase da vida. Aprenda como!

Por Redacao em 01/11/2011

Dizem por ai que a idade está na cabeça das pessoas, nas suas atitudes. Isso é verdade, mas com o passar do tempo não tem jeito, acaba ‘dando na cara’, sabe? E, quando isso acontece é que a maioria das pessoas quer correr atrás do prejuízo e lutar contra as marcas da idade.

Com os problemas acentuados, os tratamentos acabam se tornando muito mais invasivos como lasers, preenchimentos e até cirurgias mais drásticas. Essas soluções são eficazes, mas é possível, mais barato e muito mais saudável prevenir, cuidar enquanto é tempo. Aprenda como!

Limpe, hidrate e proteja

Quando se é jovem, tratamentos com a pele podem parecer desnecessários, mas não são não! Cuidar-se quando ainda é cedo será determinante para garantir uma pele mais firme e com menos problemas no futuro.

As principais ações em prol de uma pele saudável em qualquer idade são: limpeza, hidratação e proteção.

Para todas as idades existem os cuidados necessários e é preciso começar já! Mas antes, você tem que se aceitar, se você está com quarenta anos não é legal ficar na busca da pele de dezoito e, usar produtos para uma pele mais madura que a sua também não funciona. Aprenda a envelhecer e a se cuidar dentro das suas necessidades.

Vamos às dicas!

Aos 20

É necessário proteger a pele do sol, limpar e hidratar. Geralmente é a fase onde as espinhas ainda podem aparecer com mais frequência. Usar produtos sem álcool e recorrer a um dermatologista são atos importantes nessa fase.

Aos 30

Hidratação e proteção solar mantém a pele luminosa, com aspecto mais jovem, além de prevenir as marcas que podem começar a surgir. Cremes anti-idade podem começar a ser utilizados e, para problemas como manchas de sol ou espinhas o peeling pode resolver.

Aos 40

Hidratação e limpeza sempre! Agora adicione ao tratamento a ginástica facial e produtos de hidratação noturna. Marcas mais profundas e os resultados do fumo são evidentes nessa fase. O uso da toxina botulínica de forma moderada pode ajudar.

Aos 45

Para driblar a flacidez e estimular a produção de colágeno e gordura, é necessário recorrer a um profissional especializado e apelar para métodos como o aparelho a laser, ácido retinoico e aparelhos de contração que são uma boa pedida.

Aos 50

Fator mais alto do protetor solar e mais sessões a laser, além de um peeling anual para dar aquela renovada. Procure um dermatologista e não tente fazer nada sozinha, como fazer uma salada de cremes que não vai adiantar. Um profissional pode lhe orientar da forma mais adequada.

Aos 60

Continue os procedimentos da fase anterior de forma mais intensa e de acordo com as orientações do dermatologista.

Top