Opções de tratamento para psioríase

Em nosso meio, muitos indivíduos são portadores de psoríase. Por ser uma doença crônica e que traz muitos sintomas incômodos, são diversos os tipos…

Em nosso meio, muitos indivíduos são portadores de psoríase. Por ser uma doença crônica e que traz muitos sintomas incômodos, são diversos os tipos de tratamento existentes. Conheça abaixo algumas opções de tratamento para psoríase existente, atualmente.

A psoríase não é uma doença contagiosa: saiba mais.

A depender do tipo de psoríase, a exposição solar pode aliviar as lesões. (Foto: divulgação)

 

Saiba mais sobre a psoríase

A psoríase é uma doença inflamatória da pele, crônica, não contagiosa e multigênica, ou seja, muitos genes estão envolvidos com o seu desenvolvimento. De maneira geral, a patologia se caracteriza por lesões avermelhadas, descamativas, em forma de placas e que, acometem o couro cabeludo, os cotovelos e os joelhos.

Conheça os sintomas relacionados à psoríase

Segundo especialistas, de acordo com a localização e as características das lesões, o indivíduo pode representar um tipo de psoríase. Conheça abaixo quais são eles:

  • Psoríase vulgar – nesse tipo de doença, o indivíduo pode apresentar lesões de tamanhos variados, delimitadas e avermelhadas. Além disso, as placas podem ser em aspecto de escamas, prateadas ou acinzentadas que costumam surgir no couro cabeludo, joelhos e cotovelos.
  • Psoríase invertida –  nesse tipo, as lesões são úmidas, localizadas em áreas de dobras como os joelhos e os cotovelos.
  • Psoríase gutata –  o indivíduo com esse tipo de doença apresenta lesões localizadas, em forma de gotas, podendo ou não, vir associadas a processos infecciosos. Em geral, esse tipo de lesões acometem o tronco, os braços e as coxas.
  • Psoríase ungueal – como o própria nome já menciona, surgem depressões puntiformes ou manchas amareladas nas unhas, especialmente, das mãos.

    Diante de qualquer alteração de pele, é ideal buscar a ajuda de um especialista. (Foto: divulgação)

  • Psoríase artorpática – cerca de 8% dos indivíduos portadores de psoríase são acometidos por esse tipo de psoríase. Ela acomete as regiões articulares, sendo manifestada pela dor intensa nas pontas dos dedos e dos pés, assim como das articulações dos joelhos.
  • Psoríase postulosa – são lesões com pus que podem surgir nas mãos e nos pés, as quais podem acometer o corpo inteiro.
  • Psoríase palmo-plantar – as lesões psoriáticas podem se manifestar como fissuras nas palmas das mãos, assim como na sola dos pés.
Leia Também:  Roupas com franja: dicas, como usar

Saiba quais são os fatores de risco envolvidas com a psoríase

São diversos os fatores de risco que podem colaborar com o desenvolvimento da psoríase. Conheça abaixo alguns exemplos deles.

  • Genética;
  • Alteração psicológica;
  • Estresse;
  • Exposição ao frio;
  • Uso de medicamentos;
  • Ingestão de bebidas alcoólicas.

Conheça algumas opções de tratamento para a psoríase

Até o momento, a psoríase não tem cura, porém existem algumas opções de tratamentos. Além disso, é preciso ressaltar que não existem formas de prevenção para a doença. De forma geral, o tratamento da psoríase é baseado na gravidade da doença, assim em casos leves e moderados, eles podem ser controlados com o uso de medicação local, hidratação da pele e exposição ao Sol. No caso dos indivíduos que não possuem tempo para exposições diárias à luz solar, são preconizadas banhos de luz ultravioleta A e B em clínicas especializadas e sob rigorosa orientação médica. Também existem pomadas à base de alcatrão que possuem grande eficácia no controle da doença, porém apresentam alguns inconvenientes, como o de sujar as roupas. Os medicamentos por via oral só são introduzidos nos casos mais graves de psoríase refratária a outros tipos de tratamento.

A depender do tipo de psoríase, ela pode afetar diversas partes do corpo. (Foto: divulgação)

A psoríase é uma doença de pele crônica e que necessita de cuidados especiais. Após conhecer algumas opções de tratamento, é ideal buscar a orientação de um especialista, de modo a tratar adequadamente o problema.

Saiba mais sobre a psoríase. 

Top