Notícias do Japão 2011

Os terremotos são resultado das movimentações das placas tectônicas, situadas na litosfera, logo abaixo da superfície da Terra. Essas placas são blocos rígidos de…

Por Redacao em 31/03/2011

Os terremotos são resultado das movimentações das placas tectônicas, situadas na litosfera, logo abaixo da superfície da Terra. Essas placas são blocos rígidos de rocha que flutuam sobre uma camada de magma, denominada astenosfera. O atrito entre as placas gera uma energia em potencial, que quando liberada resulta em vibrações que se expandem pela terra, gerando abalos sísmicos. O povo japonês está mais que acostumado com os terremotos, pois seu território está sobre uma área instável das placas, propenso a abalos a qualquer hora do dia. Os prédios do país possuem molas e amortecedores, que evitam desabamentos e rachaduras. O que de fato prejudicou a nação japonesa foi a onda gigante – o Tsunami, que ocorre quando há um terremoto no mar. O tsunami devastou grande parte do território japonês no dia 11 de março, e até agora o país ainda não chegou a um número oficial de mortos e desaparecidos. Confira a seguir, as principais notícias do Japão 2011.

Apesar do enorme progresso feito pelos engenheiros, na tentativa de evitar um desastre na usina nuclear danificada pelo terremoto, a população mundial, cada vez mais, olha apreensiva para a maior tragédia radioativa desde Chernobyl. O drama da usina de Fukushima ocorre enquanto a nação preocupa-se em contar seus mortos, que pelas estimativas das autoridades já chegam a 21 mil pessoas que morreram ou que estão desaparecidas. Os técnicos que trabalham dentro da zona de isolamento, mantêm as tentativas de resfriar as barras de combustível nuclear, que estão super aquecidas através do bombeamento de água para um dos reatores. Este é considerado o momento mais difícil para a nação japonesa, desde a Segunda Guerra Mundial.

Notícias do Japão chegam a todo o momento, e bombardeiam a mídia brasileira e a de outros países com informações dolorosas. Longe da usina, as evidências da contaminação de verduras, da água e do leite causam enorme agitação entre a população nipônica e no exterior, mesmo com a intervenção das autoridades alertando que os níveis de radiação são considerados baixos e que não representam perigo imediato. O governo japonês pede aos habitantes que moram próximos à usina, que parem de beber a água da torneira, depois que foram registrados altos níveis de iodo radioativo. O país também interrompeu a exportação e a venda para o mercado interno de remessas de espinafre e leite produzidos na área.

A comunidade mundial espera que as próximas notícias sobre os acontecimentos do Japão, sejam positivas e que possam tranquilizar a população mundial a respeito da situação de calamidade que se vive atualmente no país.

 

Top