Morar junto: desvantagens

Morar junto com a namorada ou o namorado é uma atitude que exige muita conversa e análise. A maioria dos casais pensa que morar…

Morar junto com a namorada ou o namorado é uma atitude que exige muita conversa e análise. A maioria dos casais pensa que morar junto é fácil e tão divertido quanto fazer uma viagem. Porém, viver sobre o mesmo teto é mais complexo do que se imagina. Juntar as vidas requer uma boa adaptação e pode se tornar um problema para alguns casais. Veja as desvantagens de morar junto.

Morar junto pode ter algumas desvantagens. (Foto: divulgação)

Morar junto

A decisão de morar junto com outra pessoa exige alguns cuidados importantes, pois é preciso analisar os pós e contras dessa união e concluir que é isso mesmo que queremos para nossas vidas. É claro que morar junto com outra pessoa oferece algumas vantagens e desvantagens, e para essa decisão é preciso que haja conhecimento e intimidade mútua.

Morar junto exige confiança e intenção de construir uma relação sólida. Ponderar é essencial nesse caso, pensar sobre a união é indispensável. Viver junto com outra pessoa requer também maturidade e independência para tratar de todos os assuntos diversos.

A perda da privacidade é uma das desvantagens de morar junto com alguém. (Foto :divulgação)

Veja também casar ou morar junto? 

Desvantagens de morar junto

1. Comprometimento da privacidade: algumas pessoas prezam pela privacidade e uma vida independente. Quando o casal opta por morar junto, é muito comum sentir falta da privacidade, momentos de descontração e relaxamento a sós. Essa situação merece respeito e compreensão do parceiro para que a relação não gere conflitos.

2. Regras a dois: morar junto com outra pessoa exige afinidade e interação. Nas decisões diárias é essencial que o casal discuta sobre os problemas tendo em vista uma solução. Sendo assim, as decisões não são mais tomadas sozinhas e sim pelos dois.

Continuar Lendo  O Ponto G existe, segundo pesquisa

3. Perda da individualidade: existem uma perda da individualidade e consequente dependência de seu parceiro. Existem sempre assuntos que devem ser discutidos a dois, porém isso pode ajudar a unir o casal.

4. Monotonia: estar sempre ao lado do parceiro pode gerar alguns sentimentos de monotonia e rotina. Fazer sempre as mesmas coisas, olhar para a mesma pessoa todos os dias pode ser tornam algo entediante e causar desgaste amoroso. Sendo assim, é indispensável analisar esses fatos e evitar a rotina para que o relacionamento não se torne tedioso.

Aprender a ceder é essencial para morar junto com alguém. (Foto: divulgação)

Veja também casamento vocês estão prontos para o próximo passo 

Os relacionamentos devem ser construídos baseados em muito diálogo, confiança e acordo mútuo. Morar junto com outra pessoa exige alguns cuidados na hora de tomar essa decisão, afinal se trata de dividir os momentos com outra pessoa e isso pode gerar perda da individualidade e novas regras a dois. É necessário deixar claro os prós e contras dessa relação antes que a união se concretize de fato.

Top