Mitos e verdades sobre hepatite A

A hepatite A é uma doença infecciosa provocada pelo vírus VHA que é transmitido por via oral-fecal, de uma pessoa contaminada para outra ou…

A hepatite A é uma doença infecciosa provocada pelo vírus VHA que é transmitido por via oral-fecal, de uma pessoa contaminada para outra ou através de alimentos ou água contaminada. Saiba mais sobre o assunto e confira alguns mitos e verdades sobre a hepatite A.

As crianças são consideradas grupo de risco para infecção com hepatite A. (Foto: divulgação)

Hepatite A

O vírus pode sobreviver por até 4 horas na pele das mãos e dedos. Além disso, ele é muito resistente, o que facilita que seja disseminado e chega a resistir durante anos à temperaturas de até 20º negativos. A doença se manifesta principalmente em locais sem saneamento básico. Uma vez infectada, o individuo desenvolve imunidade contra o vírus durante toda a vida. O diagnóstico da hepatite A é feito levando em consideração os sintomas e a detecção de anticorpos contra o vírus no sangue ou pela presença de fragmentos nas fezes.

Os alimentos contaminados podem transmitir a hepatite A. (Foto: divulgação)

Mitos e verdades sobre a hepatite A

1. Lavar as mãos ajuda a prevenir a hepatite A.

Verdade. As mãos devem ser sempre bem lavadas após usar o banheiro e ao entrar em contato com o sangue, fezes e outros fluidos corporais de um individuo infectado. Além disso, o consumo de água suja e alimentos sujos devem ser evitados.

2. A vacina contra hepatite não é eficaz.

Mito. As vacinas que protegem contra a hepatite A são excelentes formas de prevenção. A vacina começa a proteger 4 semanas depois da primeira dose. O reforço é dado de 6 a 12 meses, sendo necessário para proteção à longo prazo.

3. A hepatite A pode ser sintomática ou assintomática.

Verdade. Durante o período de incubação, os sintomas não se manifestam, mas o individuo já pode transmitir o vírus. Somente uma minoria apresenta os sintomas clássicos de infecção como febre, dores musculares, cansaço, mal-estar, náuseas e vômito. Porém, os sintomas muitas vezes são tão vagos que podem ser confundidos com uma simples virose.

Leia Também:  Dicas de maquiagem com cílios de boneca

4. As crianças são consideradas grupo de risco para hepatite A.

Verdade.Normalmente, é na infância que se entra em contato com o vírus. Por isso, as crianças são consideradas grupo de risco importante, assim como os adultos que convivem com elas e os profissionais de saúde.

Mantenha as mãos sempre limpas para prevenir a doença. (Foto: divulgação)

Muitos mitos e verdades sobre hepatites são criados. A hepatite A é uma doença que pode ser adquirida por via ora-fecal e pode causar sérios problemas para os indivíduos contaminados, quando não tratados. O ideal é consultar o médico para realizar exames diagnósticos da doença e avaliar o caso.

Top