Melhores momentos do Rock in Rio 2011

O festival de música mais esperado de todos os tempos teve o seu encerramento ontem (02/10) com grandes apresentações. O Rock in Rio 2011…

O festival de música mais esperado de todos os tempos teve o seu encerramento ontem (02/10) com grandes apresentações. O Rock in Rio 2011 foi marcado por polêmicas, e elogios, que envolvem toda a estrutura do festival, e até mesmo as atrações onde muitas agradaram, já outras nem tanto.

Foram sete dias de música e o evento já deixou saudade, porém ainda será muito comentado pela mídia e pelas pessoas que acompanharam o festival, estando na cidade do rock pessoalmente, ou mesmo quem acompanhou a cobertura online, ou através da Rede Globo, ou da Multishow.

O primeiro show que empolgou realmente os fãs do festival foi à veterana banda Red Hot Chili Peppers, com um show mesclando novas músicas, porém sem deixar de lado os grandes hits da carreira da banda, o show foi bastante elogiado pelo público. Na mesma noite do RHCP quem também animou a plateia foi à banda brasileira Capital Inicial, com muita energia e simpatia, e a banda Stone Sour que impressionou o público de maneira positiva, foi talvez a surpresa da noite.

A noite do dia 25 foi uma das mais elogiadas de todo o festival, mesmo no começo não agradando a todos com a banda Gloria no palco mundo, enquanto a banda Sepultura executava uma apresentação memorável no palco sunset, os metaleiros esperavam ansiosos para ver Motorhead, Slipkinot e Metallica. A banda Slipknot levou a plateia ao delírio com suas músicas pesadas, e apresentação performática, com direito a mosh do DJ da banda na plateia. Sem dúvida nenhuma, a banda Metallica foi responsável por um dos melhores shows do festival, a banda tocou os principais hits de sua carreira, e mostrou que faz como ninguém um verdadeiro show de Rock in Roll, com direito a 2h10 minutos de apresentação.

Leia Também:  As surras inesquecíveis das novelas: vídeos

 

O cantor Stivie Wonder foi considerado o melhor show por muitos, pois além de cantar vários hits, como “You Are the Sunshine of My Life”, “My Cherie Amour”, ainda proporcionou um dos coros mais bonitos do evento, onde 100 mil pessoas cantaram “Garota de Ipanema”.  Já a cantora Janelle Monáe veio com o peso de não ser tão conhecida, e sem dúvida provou que com talento é possível conquistar uma plateia de 100 mil pessoas apenas com a apresentação, muito elogiada.

A cantora Ivete Sangalo por onde passa sempre é sinônimo de sucesso, a baiana fez a platéia sair do chão com seus hits de axé, e as comparações com a cantora Claudia Leitte foram inevitáveis, pois enquanto Ivete foi ovacionada pelo público, Claudia Leitte chegou a sofrer vaias. A cantora Shakira entre as apresentações Pop foi a melhor, com um show enérgico, e cheia de simpatia a musa mostrou mais uma vez o quanto é querida no Brasil.

No penúltimo dia do evento Frejat e os mineiros do Skank deixaram uma difícil missão para as atrações internacionais, pois levantaram a plateia com inúmeras músicas de sucesso, em especial o Skank que não deixou o ritmo cair durante toda a apresentação. As atrações seguintes Maná e Maroon 5 não empolgaram tanto, e sobrou para a banda britânica Coldplay fazer valer os ingressos vendidos na noite do dia 01/10. A banda tocou músicas do seu novo álbum, porém hits como “yellow”, “In my place”, “Fix you” e “Clocks” não poderiam ficar de fora, e mesmo com uma apresentação curta, o Coldplay emocionou a plateia presente.

 

O último dia do evento foi certamente o mais esperado, e o que rendeu grandes apresentações, dignas de encerramento. As bandas brasileiras Detonautas, e Pitty não deixaram a desejar, em especial a Roqueira baiana que empolgou a platéia com seus hits, e fez homenagem ao disco Nevermind do Nirvana. A banda Evanescence veio com músicas inéditas, porém não deixou de lado sucessos como “Call Me When You’re Sober”, “Bring Me To Life”, “Going Under”, “My Immortal” que levaram a platéia à loucura.

Leia Também:  Estreia de Dani Calabresa no CQC

 

A banda que traz um som pesado e letras politizadas System Of A Down foi certamente uma das melhores bandas entre os 7 dias de evento. Sem apostar em firulas, troca de Roupas ou performances impactantes, o SOAD veio mesmo com música e peso, e prendeu a atenção de um publico enlouquecido que cantou junto e pulou durante as 28 músicas da apresentação.

O Guns N’ Roses se apresentou encerrando o Rock in Rio, porém com muito atraso e debaixo de muita chuva, mesclando clássicos antigos da banda, com músicas do seu último álbum, que não empolgaram a plateia, mas ainda sim tinha o peso do nome “Guns N’Roses”. Ao tocarem clássicos, a banda emocionou o público, porém levando em consideração as grandes atrações que tiveram o Rock in Rio o Guns N’Roses deixou a desejar.

Top