Mãe de repórter do CQC assaltou vendedora de loja

Mãe de repórter do CQC assaltou vendedora de loja, é verdade, pode acreditar! Mas calma, digamos que essa senhora acabou cometendo um grande equivoco…

Por Élida Santos em 11/08/2014

Mãe de repórter do CQC assaltou vendedora de loja, é verdade, pode acreditar! Mas calma, digamos que essa senhora acabou cometendo um grande equivoco que levou a um assalto involuntário. No último dia 8 de agosto, sexta-feira, Maurício Meirelles foi o grande convidado do Agora é Tarde. Acontece que ele não se limitou a falar sobre a sua carreira e projetos, e acabou dedurando um roubo que sua mãe fez, de modo involuntário, como falamos.

Mãe de repórter do CQC assaltou vendedora de loja (Foto: Divulgação)

Leia mais informações sobre: Humorista do CQC dirige filme pornô

Mãe de repórter do CQC assaltou vendedora de loja

Mãe de repórter do CQC assaltou vendedora de loja de um jeito bem peculiar. A história começou quando a mãe de Maurício Meirelles resolveu experimentar algumas roupas em uma loja de departamento bem conhecida. Ela passou alguns minutos no provador, depois que saíram da loja e foram almoçar ela se deu conta de que estava sem o seu relógio e achou que a vendedora podia ter roubado o relógio dela.

Foi aí que a confusão começou de fato: “Ela é muito barraqueira. Ela foi a uma loja, usou o provador, depois fomos almoçar e ela percebeu que estava sem o relógio no pulso. Voltamos à loja e ela abordou a mulher dizendo: ‘Olha aqui, sua desgraçada. Eu não sou imbecil. Me dá o relógio senão eu faço um escândalo’. A mulher deu o objeto e, quando entramos no carro, minha mãe achou o dela no banco de trás. Ou seja, minha mãe assaltou a mulher por engano”, revelou durante entrevista a Rafinha Bastos.

Maurício Meirelles do CQC (Foto: Divulgação)

Saiba mais informações sobre: Óculos De Sol Absurda Cqc: Fotos, Preços

Pai de CQC e o bote

Entre as muitas histórias engraçadas que Maurício mencionou no programa ele falou sobre o seu pai e o bote. Por morar em São Paulo e seu pai em Fortaleza ele acaba sempre comprando coisas da capital paulista para o pai. Uma das ultimas encomendas do pai foi um bote inflável. Maurício não quis comprar porque mesmo o objeto sendo inflável era considerado pelo CQC grande demais para ser levado para Fortaleza. Inconformado, seu pai fez a encomenda de um bote de verdade, em tamanhos padrões, e mandou entregar na casa de Maurício. Depois de pagar uma fortuna para entregar na casa do pai dele, seu pai resolveu vender o bote porque era complicado levar de um lado para o outro o bote.

Top