Lugares que correm o risco de desaparecer

Viajar é algo extremamente agradável e ótimo para sairmos da rotina, conferindo mais experiências relevantes em nossas vidas. Entretanto, devido aos tão conhecidos problemas…

Viajar é algo extremamente agradável e ótimo para sairmos da rotina, conferindo mais experiências relevantes em nossas vidas. Entretanto, devido aos tão conhecidos problemas de nível mundial como o aquecimento global, a extinção da fauna e da flora em diversos cantos do planeta, além de outros inúmeros malefícios, algumas localidades possuem de fato a sua existência comprometida, de modo que em um futuro não muito distante é possível que não possamos mais contemplar a sua beleza.

Por isso, para você que quer conhecer essas regiões enquanto ainda há tempo, veja a seguir os locais que correm o risco de desaparecer e aproveite cada minuto de sua estadia:

Barreira de Corais Australiana

Com mais de dois quilômetros de recifes, atóis e ilhas, este é um dos locais sob risco de desaparecer devido ao aquecimento global. Os corais que liberam as cores responsáveis pela beleza incomparável existente estão aos poucos desaparecendo, de modo que se o homem continuar emitindo quantidades desmedidas de CO2 na atmosfera, a previsão é de que em dez anos a barreira seja totalmente extinta do mapa.

Outro local sob risco de extinção também é a Costa Dalmácia na Croácia, que abriga uma vegetação praticamente intocada, reunindo belezas naturais fora do comum. Por este motivo, muitos turistas desejam conhecer este paraíso natural, de modo que é exatamente este o fator que leva a Costa Dalmácia ao seu fim, visto que a presença humana tem modificado a estrutura biológica da região.

A magnífica Veneza pode deixar de existir

Veneza é conhecida por seus maravilhosos córregos, que conferem um charme especial à cidade. Entretanto, devido às condições climáticas, desde o século 20 o volume de água vem subindo, comprometendo a cidade estabelecida ao redor da região em seus andares mais baixos. Por isso, para você que ainda deseja apreciar as construções histórias de Veneza, corra enquanto ainda há tempo!

Continuar Lendo  Como explicar a perda do bebê para crianças

Glaciar Chacaltaya na Bolívia

Mais um destino que está sob risco de desaparecer é a montanha Glaciar Chacaltaya na Bolívia, conhecida como a estação de esqui mais alta do mundo. Esta região foi a primeira a ser prejudicada devido o aumento da temperatura, visto que o derretimento da neve é abundante e a previsão é de que em apenas quatro anos a região suma por completo.

Outras localidades que estão sob risco de desaparecimento pelo aquecimento global também são os alpes austríacos, que são os favoritos dos turistas para se divertirem na neve. Pesquisas afirmam que a região perde 3% de sua neve ao ano, de modo que a previsão é de que até 2050 o gelo se acabe por completo.

Além destes, o Monte Kilimanjaro na Tanzânia, o arquipélago de Ilhas Maldivas, Napa Valley nos Estados Unidos e o nosso Pantanal Brasileiro, também são lugares que estão sob risco de desaparecimento, uma vez que o desequilíbrio climático vem afetando a biodiversidade natural. Por isso, faz-se extremamente necessário que mudemos os nossos hábitos e nos tornemos pessoas mais responsáveis, tomando ações sustentáveis para preservarmos o único lar planetário que abriga a vida tal como a conhecemos.

Não deixe de conferir as matérias:

Titanic corre o risco de desaparecer em 30 anos;

Animais da Mata Atlântica em extinção.

Top