Lista de cosméticos reprovados pela Anvisa

Para garantir que o consumidor está fazendo compra de seguros e de qualidade, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária)  é responsável pela autorização…

Para garantir que o consumidor está fazendo compra de seguros e de qualidade, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária)  é responsável pela autorização de comercialização de artigos de higiene pessoal, cosméticos e perfumes, mediante a concessão de registro ou notificação. Ela fiscaliza e estabelece normas para as companhias fabricantes desses itens, verificando o processo de produção, as técnicas e os métodos empregados até o consumo final.

Leia mais sobre: Natura cosméticos consultoria

A Anvisa está de olho nos cosméticos (Foto: Divulgação)

Quando alguma das regras da Anvisa não é seguida e se o cosmético de alguma forma pode representar riscos para a saúde de quem o consome, a Agência faz uma notificação a empresa, que deve corrigir o erro. Se em uma nova análise mais problemas forem encontrados ou se o motivo gerador da notificação não for resolvido, a Anvisa reprova o produto. Para saber a listagem de cosméticos reprovados pela Anvisa clique aqui.

Importância de não adquirir itens reprovados pela Anvisa

Os produtos reprovados pela Anvisa, ou que simplesmente não possuem o seu selo, devem ser evitados pelos consumidores. A certificação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária existe justamente para que as pessoas consigam se proteger de problemas ocasionados por produtos de má qualidade. Por isso, não use nada que não tenha reconhecimento positivo pela Anvisa.

Saiba mais sobre: Marcas de cosméticos boas e mais baratas

Deixe suas unhas com um colorido especial, mas com produtos de qualidade e certificados pela Anvisa (Foto: Divulgação)

Novas regras para os protetores solares

Para garantir a proteção dos consumidores, a Anvisa faz fiscalizações constantes e inclusive muda as regras de regulamentação de um produto. O protetor solar, por exemplo, está entre os cosméticos com alteração em sua regras de comercialização e produção.

Confira as novas regras para os protetores solar no site da Anvisa (Foto: Divulgação)

Uma das principais mudanças é que o valor mínimo do Fator de Proteção Solar (FPS) vai aumentou de 2 para 6 e a proteção contra os raios UVA terá que ser de no mínimo 1/3  do valor do FPS declarado. O FPS mede a proteção contra os raios UVB, já o FP UVA mede a proteção contra os raios UVA. Para tornar possível tais comprovações, as metodologias aceitas pela Anvisa foram atualizadas  e foi estabelecida uma técnica específica para a comprovação contra raios UVA, que, até então, não estava definida.


Top