Lance Armstrong assume doping

Lance Armstrong inventou uma vida quase perfeita, não fosse a descoberta do doping de anos que possivelmente o levaram a vencer por sete vezes…

Por Élida Santos em 18/01/2013

Lance Armstrong inventou uma vida quase perfeita, não fosse a descoberta do doping de anos que possivelmente o levaram a vencer por sete vezes a Volta da França. O ex-ciclista conversou com Oprah Winfrey durante uma entrevista que foi ao ar no canal norte-americano OWN e admitiu ter usado substâncias ilegais em seus anos de sucesso no esporte.

Leia mais sobre: Doping – o que é, como funciona?

Essa foi a primeira vez que o ex-ciclista falou sobre o assunto (Foto: Divulgação)

Lance Armstrong assumiu ter usado Eritropoietina e testosterona

O ex-atleta de sucesso disse para a apresentadora que tomou hormônio Eritropoietina, mais conhecido como EPO e de testosterona. Outro fato curioso que Armstrong revelou sobre as fraudes que cometeu na tentativa de aumentar o seu rendimento nas competições, foi que realizou transfusões de sangue em prol da melhora física, ele justificou: “Meu coquetel era muito simples. Usava um pouco de EPO, transfusões de sangue e testosterona”.

Para melhorar o seu desempenho nas provas Lance Armstrong precisava de mais oxigênio, pois conseguiria uma resistência maior ao cansaço do que os outros competidores. “Eu enxergava tudo de forma muito simples. Nós tinhamos drogas para aumentar a capacidade do oxigênio. Era tudo o que precisávamos”, afirmou.

Veja também: Furosemida emagrece

Ciclista assume que mentiu por sete anos (Foto: Divulgação)

Oprah quis saber o motivo que levou o atleta a esconder o doping

No começo da entrevista a apresentadora perguntou para Armstrong qual o motivo que o levou a esconder o esquema de dopagem por tanto tempo. O ex-ciclista não deu uma resposta muito clara: “Também me pergunto sobre isso. E não sei se tenho uma resposta. Agora é tarde demais para mim e para a maioria das pessoas. Construí uma grande mentira”, disse Armstrong.

O doping de Lance Armstrong começou anos depois dele ter se curado de um câncer. Oprah quis saber também porque ele optou por seguir esse caminho da ilegalidade no esporte e ele deu a seguinte resposta:

“Eu sei qual é a verdade. E sei que a verdade não é o que eu disse. A história foi tão perfeita e durou por tanto tempo… Você supera uma doença, vence a Volta da França sete vezes e tem um casamento perfeito. É uma história perfeita. Minha atitude com a maioria das coisas seria diferente hoje em dia”.

Top