Kleber: sinônimo de polêmicas no Palmeiras

Segunda passagem do atleta pelo Verdão foi mais marcada pelos problemas extracampo do que pelos gols feitos dentro dele

Por Redacao em 13/10/2011

Há pouco mais de um ano, os torcedores do Palmeiras festejavam o anúncio do retorno do atacante Kleber ao Verdão. Com declarações de amor ao time de Palestra Itália e com as boas exibições do camisa 30 em 2008 ainda vivas na memória, o Gladiador era a grande esperança da torcida alviverde para a conquista de títulos.

Entretanto, durante este período em que Kleber vestiu a camisa do Palmeiras pela segunda vez, o jogador decepcionou a todos, colecionando fracassos e polêmicas em sua conturbada passagem pelo Verdão.

Além do fraco desempenho dentro de campo, onde não conquistou títulos, o jogador desfalcou a equipe diversas vezes por conta de lesões e tem números insignificantes para um atacante, como o fato de ter marcado apenas três gols neste Brasileirão.

O problema é que Kleber extrapolou os limites e foi personagem de uma sucessão de problemas fora de campo, que contribuíram, e muito, para a crise atual vivida pelo alviverde.

Desde a quebra do nível hierárquico no clube, quando insultou o vice-presidente Roberto Frizzo publicamente ao chamá-lo de mau-caráter até as duras críticas feitas a Felipão, treinador que sempre esteve ao lado do atleta, escolhendo ele, inclusive, como capitão da equipe em diversas partidas, o camisa 30 pisou na bola mais de uma vez e passou de ídolo a vilão dos torcedores alviverdes.

Sem contar que há poucos meses veio à tona a notícia de que o “palmeirense” Kleber fora sócio no passado da maior torcida organizada do rival Corinthians.

Porém, a gota d’água aconteceu na véspera da partida contra o Flamengo. Na última terça, o volante João Vitor se envolveu em uma confusão com torcedores, Kleber tomou as dores do companheiro e relatos dão conta de que ele teria discutido com Felipão e membros da diretoria.

A atitude do atleta revoltou o treinador Luiz Felipe Scolari e fez com que o treinador perdesse a paciência com o atleta. Após a partida contra o Flamengo, Felipão declarou que “não vale mais a pena”, deixando claro que não pretende mais trabalhar com o atacante.

Assim, Kléber não deve mais vestir a camisa do Palmeiras e deixará o clube, que tanto o apoiou e se esforçou para repatriá-lo, pelas portas do fundo. Pela série de problemas causados pelo atleta fora de campo e pelo fraco desempenho dentro das quatro linhas, Kleber não deixará saudades no Palestra Itália.

Top