Hérnia umbilical: causas, tratamento

O umbigo é a cicatriz deixada pela inserção do cordão umbilical. Em alguns casos, a debilidade da parede abdominal pode favorecer o aparecimento da…

Por Editorial MDT em 11/01/2013

O umbigo é a cicatriz deixada pela inserção do cordão umbilical. Em alguns casos, a debilidade da parede abdominal pode favorecer o aparecimento da hérnia umbilical. Assim, conheça mais sobre as causas e o tratamento da hérnia umbilical.

Conheça mais sobre a plástica do umbigo.

O umbigo é a cicatriz da inserção do cordão umbilical. (Foto: divulgação)

Conheça alguns dados sobre a hérnia umbilical

As hérnias umbilicais ocupam a terceira posição entre as hérnias mais frequentes na população. Em geral, costumam aparecer entre a 4° e a 5° década de vida, atingindo mais mulheres do que homens.

Fatores de risco que favorecem o aparecimento da hérnia

O fator que está diretamente relacionado com a manifestação da hérnia umbilical é o aumento da pressão intra abdominal através da cicatriz umbilical. Esse aumento pode ocorrer em situações como:

  • Cirrose hepática;
  • Insuficiência cardíaca grave;
  • Problema renal;
  • Múltiplas gravidezes;
  • Obesidade;
  • Tumores intrabdominais volumosos.

Saiba quais são as manifestações clínicas da hérnia umbilical

Em geral, as hérnias umbilicais de tamanho pequeno são assintomáticas ou podem produzir queixas esporadicamente. Quando o indivíduo apresenta algum sintoma, o desconforto e a oclusão intestinal são as manifestações mais comuns.

A hérnia se torna sintomática quando os tecidos vizinhos começam a sofrer tração, devido ao aumento de tamanho dela. Associado a isso, uma dor tipo cólica pode ser provocada pela oclusão intestinal, sendo, em muitos casos, necessária intervenção cirúrgica.

Diante de uma protusão na região umbilical, é ideal buscar a orientação de um especialista. (Foto: divulgação)

Realizando o diagnóstico

O diagnóstico da hérnia umbilical é clínico. Ou seja, é possível visualizar um abaulamento ou protrusão umbilical que comumente pode ser exacerbado através de algumas manobras que aumentam o volume intrabdominal. Exemplos delas são:

  • Tosse;
  • Manobra da valssalva;
  • Levantamento de peso.

Saiba como tratamento da hérnia umbilical é realizado

A maioria dos casos de hérnia umbilical recebe o tratamento cirúrgico, devido ao alto risco de estrangulamento. Assim, a indicação cirúrgica envolve:

  • Hérnia volumosa;
  • Risco iminente de rotura de pele;
  • Encarceramento;
  • Estrangulamento.

O procedimento cirúrgico recebe o nome de herniorrafia, sendo que em torno de 30 a 50% dos casos cirúrgicos sofrem recidivas, ou seja, as hérnias voltam a aparecer. Vale ressaltar quer existem diversas técnicas cirúrgicas destinadas a resolução do problema. Porém, a escolha dela dependerá da experiência do médico, assim da avaliação da hérnia umbilical.

A gestação favorece o aparecimento da hérnia umbilical. (Foto: divulgação)

Muitas pessoa apresentam hérnia umbilical, porém nem todas apresentam queixas que justifiquem uma intervenção cirúrgica. A causa mais comum relacionada ao aparecimento da hérnia umbilical é o aumento da pressão intrabdominal. Após conhecer mais sobre as causas e o tratamento da hérnia umbilical e caso sofra com o problema, é importante buscar a orientação de um especialista.

Saiba o que é hérnia de disco.

Top